Escolas de Erechim e região denunciam impossibilidade de retomada das aulas


“Entendemos que a retomada da rotina escolar é um risco à vida de estudantes, profissionais da educação, seus respectivos familiares e à sociedade”

Cinquenta escolas das cidades da região do núcleo de Erechim (15º) enviaram à 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) uma carta evidenciando a impossibilidade de volta às aulas presenciais.

▶️ Leia a íntegra do documento aqui.

A falta de infraestrutura, de funcionários para executar a higienização do ambiente escolar e de condições seguras são apontadas no documento.

O texto critica ainda a falta de diálogo do governo Eduardo Leite (PSDB), que anunciou a volta às aulas sem consultar a comunidade escolar.

Além disso, as instituições escolares denunciam a sobrecarga de trabalho com o ensino remoto e a falta auxílio financeiro para suprir com a manutenção de equipamentos e compensação de horas dos profissionais, que estão trabalhando exaustivamente.

Leia mais:

▶️ Escolas Fechadas, Vidas Preservadas: ouça o 6º episódio do ContraTurno, o podcast do CPERS
▶️ Educadores do núcleo de Caxias denunciam sobrecarga e falta de condições para retorno às aulas
▶️
 CPERS protocola requerimento no Ministério Público contra reabertura de escolas
▶️ Covid-19 já chegou a mais de 140 escolas estaduais
▶️ Conselho de Direitos Humanos recomenda que aulas presenciais não sejam retomadas no RS
▶️ Em Manaus, 342 professores testam positivo 15 dias após retorno às aulas
▶️ Volta às aulas: Eduardo Leite (PSDB) cedeu à pressão, mas não à sensatez
▶️ Lutamos hoje contra o luto amanhã: protestos no estado marcam posição por escolas fechadas
▶️ Com 280 casos em 24h, Coreia do Sul volta a fechar escolas para conter Covid-19
▶️ Para 86% da comunidade escolar, vacina é pré-requisito para volta às aulas presenciais

 

 

Notícias relacionadas