Plenárias Regionais do CPERS em Santa Maria e Estrela destacam o caos da Educação Pública no Estado


29/04/2016 SANTA MARIA/RS/BRASIL: Plenária CPERS Foto: Caco Argemi/CPERS
Santa Maria

Nesta sexta-feira, dia 29, foi a vez do 2º Núcleo – Santa Maria e o 08º Nucleo – Estrela receberem as Plenárias Regionais do CPERS. Desde o dia 26 a Direção Central juntamente com os diretores dos Núcleos, professores, funcionário de escola, diretores de escola, alunos e pais estão participando das Plenárias Regionais por todo Estado. Os encontros tem o objetivo de denunciar o caos da Educação Pública no Estado, e o descaso do governo Sartori (PMDB) com os educadores.
No 2º Núcleo – Santa Maria, educadores, alunos, país e a comunidade escolar concentraram-se às 14h na Locomotiva (Av. Presidente Vargas, Centro), por volta das 16h deu-se início a  Plenária ao ar livre. Participaram do encontro a vice-presidente do CPERS, Solange Carvalho, diretora Ananda Carvalho e os educadores do 41º Núcleo – São Gabriel.
A Diretora do 2º Núcleo do CPERS, Sandra Regio fez a abertura da Plenária  dando as boas-vindas e  relatando o caos da escola pública em Santa Maria.
Na oportunidade o diretor do Núcleo de São Gabriel, Pedro Moacir A. Moreira ressaltou que em São Gabriel os prédios das escolas estaduais estão cada vez mais deteriorados e os professores desmotivados pelo parcelamento salarial e os baixos salários. Ele relatou ainda que a escola estadual Marques Luz teve destruído 25% do telhado, há 2 anos atrás e até agora nada foi feito.
A vice-presidente do CPERS, Solange Carvalho, destacou o Projeto de Lei 44 que está em andamento, que prevê a privatização das escolas públicas. Ressaltou ainda que se hoje está ruim para o servidores públicos estaduais, amanhã poderá piorar, e por esse motivo é tão importante a união e mobilização de professores e funcionários de escola.
A diretora do CPERS, Ananda Carvalho alertou que o governo Sartori (PMDB) está  fazendo com que a Educação Pública retroceda e constantemente ataca os direitos dos educadores já conquistados.

Plenária Regional em Estrela
Em Estrela os educadores e a comunidade escolar reuniram-se às 19h, na Escola Presidente Castelo Branco (Rua Bento Gonçalves, 291, Centro) em Lajeado. Participaram da iniciativa os Núcleos de Montenegro, Guaporé e Santa Cruz do Sul, os diretores do CPERS, Enio Manica e Mauro Calliari.
Na oportunidade o diretor Mauro Calliari analisou o governo Sartori (PMDB) e constatou que os educadores e a educação pública não tem nada a comemorar. “Para o governo Sartori a Educação Pública é gasto e não investimento. Não olham o lado social da educação”, afirmou.
Mauro também ressaltou que a categoria precisa de união e mobilização, e destacou a importância dos novos educadores participarem dos atos em defesa dos direitos da categoria.
O diretor Enio Manica, ressaltou que o Brasil vive uma situação política e econômica muito complexa, mas não é uma situação isolada somente do país. Porque em todo mundo o neoliberalismo vem provocando um aumento das desigualdades e uma concentração de renda nas mãos de poucos. A ação imperial dos Estados Unidos está buscando controlar todas as nações da América Latina, promovendo a instabilidade política e econômica em todas elas. Porque seu objetivo é retomar o controle e a exploração das riquezas desse países. “É importante ter esse esclarecimento, pois as escolas e Educação Pública estão inseridas nesse contexto mundial e latino americano. A luta contra a destruição da escola pública deve ser uma luta de toda comunidade escolar, até mesmo para procurar novas formas de fazer a greve uma vez que o envolvimento somente de professores e funcionários já não tem a força necessária para o enfrentamento dessas políticas”, declarou.
O diretor ainda ressaltou o importante papel da comunidade escolar na luta pela educação pública de qualidade. “Então está lançado para a comunidade escolar o desafio de construirmos juntos essa nova forma de mobilização, com o objetivo de barrar a destruição da escola pública. O momento exige que todos juntos enfrentemos essas políticas para derrotá-las”, afirmou.
Os Educadores e estudantes das escolas relataram suas experiências em suas instituições, denunciando a precarização das escolas, a falta de merenda, falta de verbas para a manutenção da estrutura escolar, ausência de professores em algumas disciplinas, professores que dão disciplinas nas quais não são formados, escolas que estão sobrevivendo com doações da comunidade escolar para oferecerem merenda aos alunos a assegurar o funcionamento das escolas, papel esse que é dever do governo do Estado.
Nesta terça-feira, dia 03, as Plenárias Regionais do CPERS serão realizadas nos Núcleos de Passo Fundo, Uruguaiana e Palmeira das Missões.

plenária dentro
Estrela

VEJA A GALERIA DE FOTOS

 

Notícias relacionadas