Mantas do “Tricô da Resistência” são doadas para instituição beneficente de Porto Alegre


Na última segunda-feira (17), o grupo Magister, que reúne professoras e funcionárias aposentadas do CPERS, visitou a Sociedade Educacional Beneficente Emanuel, de Porto Alegre, para doar as mais de 30 mantas confeccionadas para o “Tricô da Resistência” do CPERS. 

As mantas foram uma proposta para a Marcha das Aposentadas(os), realizada em setembro do ano passado e agora ajudarão outras mulheres a escaparem do frio. 

Mesmo o governo Eduardo Leite (PSDB) não valorizando e fechando os olhos para as educadoras(es) aposentadas, elas não desistem, e continuam resistindo dia após dia, transformando suas indignações em algo que possa ajudar o próximo.  O senso de colaboração com o coletivo ultrapassa a escola e, após tantos anos de dedicação ao ensino público, elas continuam a contribuir com suas comunidades de outras formas.

“Essa é uma prática que normalmente fazemos. Nos sentimos gratificadas em poder ajudar aos que precisam. Foram momentos descontraídos e também de nos conhecermos melhor. Conversamos bastante, contamos nossas alegrias, tristezas, fatos pitorescos. Falamos de filhos, netos, maridos”, relata a coordenadora do grupo Magister, Maria Helena Gallina. 

A diretora do Departamento de Aposentados(as) do CPERS, Glaci Weber, destaca a importância das ações da categoria.

“O Tricô da Resistência, culminando com a Marcha, foi fundamental para os aposentados se sentirem valorizados pelo CPERS Sindicato. Embora o governo do Estado desconheça a importância dos aposentados no contexto atual, nós temos ações que, ao mesmo tempo, mostram nossa indignação, também valorizam aqueles esquecidos pela sociedade. Esse grupo, O Magister, assim como tantos outros, mostra como fazer protesto ao mesmo tempo que praticam o real socialismo”, ressalta Glaci. 

O CPERS continuará lutando para que o governo olhe e valorize os educadores aposentados, que tanto fizeram pela educação dos gaúchos(as). 

Nesta quarta (26), estaremos novamente mobilizados com os demais servidores públicos para o Ato Unificado em defesa do IPE Saúde e da revisão geral dos salários, temos que impactam diretamente no bem-estar e na vida dos educadores(as) aposentados(as). 

A concentração do ato será a partir das 9h, em frente ao IPE Saúde, em Porto Alegre. Após, será realizada uma caminhada até o Palácio Piratini. Contamos contigo nesta justa luta!

Notícias relacionadas