Educadores(as) do 31º Núcleo participam do Encontro de Funcionários(as) de Escola


Dando continuidade aos Encontros Regionais dos(as) Funcionários(as) de Escola, nesta quinta-feira (06) foi a vez dos(as) educadores(as) dos Núcleos de Ijuí, Santo Ângelo e Cruz Alta participarem da iniciativa.

Fortalecer a identidade dos funcionários como educadores e apontar caminhos para a profissionalização e para a valorização profissional são o foco dos Encontros, que irão abranger os 42 Núcleos da entidade.

Realizado em Ijuí, o encontro de hoje contou com a presença da presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, que apresentou uma análise da conjuntura atual destacando a importância dos(as) educadores(as) apropriarem-se dos debates políticos. “É fundamental que estejamos atentos e participando dos debates nos espaços institucionais da política como a Câmara de Vereadores e a Assembleia Legislativa. Acompanhar como votam aqueles que elegemos é imprescindível para exigirmos o respeito aos nossos direitos”, observou.

A diretora da pasta da mulher trabalhadora da CUT, Isis Marques Garcia, falou sobre a insensibilidade do governo Eduardo Leite ao demitir educadores(as) contratados(as) que estão em licença-saúde.

Para abordar as consequências da Reforma da Previdência, o advogado Marcelo Fagundes, da assessoria jurídica do CPERS, representada pelo escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, apresentou os principais pontos que atingem os funcionários(as) de escola.

Pela regra atual, as funcionárias de escola podem se aposentar aos 55 anos, com 30 anos de contribuição. Já os funcionários estão aptos a se aposentarem aos 60 anos de idade e com 35 anos de contribuição.

Caso a proposta da reforma seja aprovada, as funcionárias de escola terão de ter idade mínima de 62 anos mais 25 anos de contribuição. Os funcionários, 65 anos de idade mais 25 anos de contribuição.

A diretora do Departamento Administrativo do CPERS, Sandra Terezinha Severo Régio, falou sobre a importância das atividades físicas para a saúde. Para demonstrar na prática os benefícios, ela convidou o público a realizar exercícios de alongamento.

Ainda sobre a importância dos cuidados com a saúde, o público pode acompanhar a palestra sobre a Síndrome de Burnout, um estado físico, emocional e mental de exaustão extrema, resultante do acúmulo excessivo em situações de trabalho que são emocionalmente exigentes e/ou estressantes, ministrada pela psicóloga Loureliz Scherer.

As atividades também contaram com momento cultural e acompanharam apresentação de peça teatral.

“Nossa intenção com a realização dos encontros é a de fazer com que os funcionários e funcionárias se reconheçam como educadores de fato, conheçam e exerçam seus direitos, percebam a importância da profissionalização e fortaleçam as mobilizações contra os ataques dos governos. Tem sido muito gratificante ver a forte presença em todos os núcleos em que estamos passando”, afirmou a diretora do Departamento dos Funcionários de Escola do CPERS, Sonia Solange dos Santos Viana.

Notícias relacionadas