CPERS repudia atitude violenta e antiética do jornalista Guilherme Baumhardt, da Rádio Guaíba


Nas últimas semanas o áudio de uma entrevista que a professora e presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, concedeu ao jornalista Guilherme Baumhardt, da Rádio Guaíba, vem circulando nas redes e grupos por todos o Estado.

Na ocasião, Guilherme, atual diretor de jornalismo da rádio, acompanhado de outros colegas de profissão, atacam a presidente de forma vulgar e extremamente desrespeitosa, utilizando-se de inverdades, agressões verbais e sem conder espaço à convidada.

A entrevista, aparentemente realizada com o único propósito de “envergonhar” uma representante sindical e toda a categoria que representa, é um exemplo da degradação da Guaíba.

A rádio que já foi um espaço de troca e debate e que abrigou por anos respeitados jornalistas como Flávio Alcaraz Gomes e Juremir Machado da Silva, atualmente coleciona momentos vergonhosos que não condizem com o papel de uma difusora de informações com o seu alcance.

Seu colapso, resultado da troca da verdade por ideologias radicais da extrema-direita, colocam em xeque a sua atuação e o respeito que possuía.

As palavras de Guilherme não ultrajaram somente a presidente do Sindicato, mas toda uma categoria de bravos educadores e educadoras que além de lutar pelo básico, salário e condições dignas de trabalho, também tem de enfrentar o desrespeito e a ignorância de ditos jornalistas que desconhecem a realidade da educação no estado e a noção de civilidade.

Notícias relacionadas