CPERS mobiliza educadores para a luta salarial e contra a Reforma da Previdência em todos os núcleos


Com plenárias em Porto Alegre (39º), Três de Maio, Santa Cruz do Sul e Santana do Livramento ao longo da sexta (5), o Sindicato finalizou as rodadas de debate sobre a Reforma da Previdência e a pauta salarial em todos os núcleos do CPERS.

“Hoje terminamos, aqui, uma etapa importante. Mas a luta está só começando”, afirmou a presidente Helenir Aguiar Schürer no fim da tarde em Livramento. “No dia 12 vamos definir a pauta de reivindicações que levaremos ao governo. Precisamos de cada um de vocês para mostrar nossa força e exigir o que é justo. Agora é salário!”, concluiu, convocando a base para participar da Assembleia Geral do CPERS na próxima sexta-feira (12), às 13h, na Casa do Gaúcho em Porto Alegre.

Além de expor dados que embasam o debate sobre a pauta salarial, a direção do CPERS contou com o apoio da assessoria jurídica da entidade para detalhar as brutais consequências da Reforma da Previdência para todos(as) os(as) trabalhadores(as).

“A proposta prevê a exclusão ou a retirada da aposentadoria, além de diminuir consideravelmente o valor dos benefícios. A intenção do governo é a de capitalizar a previdência. Esta reforma é mais prejudicial para os pequenos salários e é brutal com as mulheres”, alertou o advogado Bruno Vinciguerra Tschiedel, na plenária de Santa Cruz do Sul.

Também em Santa Cruz, a secretária-geral do CPERS, Candida Rossetto, ressaltou a importância da luta coletiva para barrar a proposta. “A reforma é muito agressiva, costumo dizer que é a PEC da morte. É muito pior que a do governo Temer. Não existe mais direito adquirido, todos seremos atingidos, inclusive os nossos estudantes. Além da questão pessoal temos um compromisso coletivo”, observou.

A funcionária de escola Janice Lemos demonstrou-se surpresa com as informações.  “Eu sabia de alguma coisa, mas nem imaginava que as consequências tinham essa dimensão toda. Levei um susto. Agora entendi bem melhor como isso pode nos atingir”, disse.

Cartilha da Reforma da Previdência

Quais os objetivos da Reforma da Previdência? Quem é atingido(a)? Quem se beneficia? Como a proposta afeta quem já está aposentado(a)? Respondemos a estas perguntas e a muitas outras no material “Reforma da Previdência: Guia para entender e defender a sua aposentadoria”.

A cartilha foi elaborada com informações da nossa Assessoria Jurídica e do Dieese para você entender a PEC do governo Bolsonaro e suas consequências na vida dos(as) trabalhadores(as).

São 32 páginas que abrangem os diferentes aspectos da Reforma, incluindo as alterações no Regime Geral (setor privado) e Regime Próprio da Previdência Social (servidores), além de exemplos práticos e informações organizadas sobre os principais pontos da proposta.

Clique aqui para baixar

A pauta salarial em números

Com a folha de março, completamos 40 meses de salários parcelados, contas atrasadas, sofrimento psicológico, desvalorização, miséria e vergonha.

Para além da incerteza que todos os meses recai sobre os(as) educadores(as), que não sabem quando ou quanto receberão pelo seu trabalho, também amargamos mais de quatro anos sem reajuste ou reposição da inflação.

É possível falar em qualidade de ensino sob esse terrorismo?

Elaboramos 10 gráficos com dados do Dieese para ilustrar o descaso com a escola pública no Rio Grande do Sul e fomentar o debate sobre a pauta salarial, tema da próxima Assembleia Geral do CPERS. Acesse aqui.

Notícias relacionadas