Com Bolsonaro, educação tem retrocesso em 11 de 12 indicadores no primeiro semestre


Levantamento realizado pela Folha de São Paulo com base em estatísticas oficiais dá a dimensão do impacto das ações do governo Bolsonaro na educação. No primeiro semestre, o país registrou piora em 11 dos 12 índices analisados.

Entre os retrocessos, está a queda no número de bolsas de pesquisa e esvaziamento de ações para a educação básica, com o abandono de investimentos federais para bolsas de alfabetização e apoio à educação integral. A pasta teve bloqueio de R$ 5,8 bilhões no orçamento, com impactos generalizados.

O único índice a apresentar alta refere-se ao número de contratos do FIES.

Confira os dados:

  • Investimento federal para construção de creches
    O país tem 4.981 obras de creche com dinheiro federal inacabadas. Até abril, gasto do MEC representou 13% do executado no mesmo período de 2018
  • Número de escolas apoiadas para melhoria de ensino no 1º e 2º anos
    MEC abandonou programa Mais Alfabetização no primeiro semestre
  • Investimentos federais na melhoria de ensino no 1º e 2º anos
    MEC abandonou programa Mais Alfabetização no primeiro semestre
  • Bolsas para alfabetização de adultos
    MEC não investiu no Programa Brasil Alfabetizado, de bolsas para alfabetização de jovens e adultos
  • Investimento federal em ensino integral
    Investimento federal para apoio à modalidade nos ensinos fundamental e médio. MEC não realizou repasses para apoiar redes públicas na criação e manutenção de alunos em tempo integral
  • Repasses para obras de acessibilidade e instalação água nas escolas
    MEC abandonou no primeiro semestre política de repasses para obras de acessibilidade e instalação água nas escolas
  • Repasses para instalação de internet nas escolas
    MEC abandonou no primeiro semestre política de repasses para instalação de banda larga nas escolas
  • Número de alunos no Pronatec (educação profissional)
    Sem uma nova política de ensino técnico, número de alunos do Pronatec foi reduzido em 58% entre 2018 e 2019
  • Bolsas integrais e presenciais do Prouni
    Oferta de bolsas integrais, direcionada para os mais pobres, teve redução na modalidade presencial
  • Bolsas para pós-graduação
    Capes já cortou cerca de 6% das bolsas de mestrado e doutorado
  • Avaliação popular
    De acordo com o Datafolha, saltou de 10% para 15% (de dezembro a julho) o índice de brasileiros que consideram a área como a mais problemática do país

 

Notícias relacionadas