“Valorização de Funcionários e Funcionárias da Educação Básica” é o tema da mais nova edição da Revista Retratos da Escola


A 38ª edição da Revista Retratos da Escola da CNTE acaba de ser publicada. Com o tema “Valorização de Funcionários e Funcionárias da Educação Básica”, a revista traz um dossiê com relatos e artigos sobre formação, carreira, salários, condições de trabalho e de saúde daqueles profissionais. O editorial destaca que a educação é resultado do esforço conjunto entre professores e funcionários(as).

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A NOVA EDIÇÃO DA REVISTA

Segundo João Antonio Cabral de Monlevade (2023), “são cerca de 2 milhões os(as) que atuam nesse trabalho no país, em secretarias escolares, cozinhas, atividades de limpeza, vigilância, multimeio didático em bibliotecas, videotecas, brinquedotecas, laboratórios das ciências naturais e informática – eles(as) estão em todos os espaços das escolas brasileiras”.

Além de Monlevade, Luiz Fernandes Dourado e Rosselini Diniz Barbosa Ribeiro – um trio de doutores em Educação – assinam a organização da Revista.  “O dossiê inicia com uma breve apresentação escrita pelos(a) organizadores(a), seguida de oito textos que estimulam e atualizam o debate acerca da necessária valorização dos funcionários(as), com importantes reflexões sobre o tema”, sintetizam a editora Leila Scheibe e a secretária de Assuntos Educacionais da CNTE, Guelda Andrade.

ENTREVISTA

As políticas e os desafios da educação básica são o fio condutor da entrevista com Fátima Cleide, Horácio Reis e José Valdevino Moraes. Ao ser questionado sobre as principais políticas regulamentadas e ações realizadas, nas duas últimas décadas, direcionadas à valorização dos(das) funcionários(as), Valdevino lamenta que exista “apenas” um curso superior em Tecnologia da Educação e Processos de Trabalho na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, além daquele que ainda está em implementação no Instituto Federal do Paraná – IFPR.

“Avalio ser necessário o maior número possível de educadores(as) com a maior capacidade intelectual possível atuando na educação; mas ainda prevalece, na sociedade e em grande parte das Instituições de Educação Superior, a mentalidade de que funcionários e funcionárias são apenas serviçais, no sentido de apenas desenvolver atividades de preparação do espaço escolar”, explica Valdevino.

Sobre a Revista Retratos da Escola

Criada em 24 de abril 2007 e lançada em outubro do mesmo ano, a revista Retratos da Escola marca a concretização de um importante projeto da CNTE: a produção de um canal que, ao permitir o diálogo direto entre a instituição e os sujeitos atuantes no setor educacional, produzisse um ambiente propício à reflexão da realidade social da educação pública no país.

A linha editorial da Retratos da Escola busca privilegiar temas que permitam o debate, sobretudo, de áreas como: a formação profissional; o trabalho educativo, suas condições e práticas; e a organização escolar e dos sistemas educacionais. A revista tem se destacado pela sua penetração nos meios sindicais da educação básica, assim como pela sua ampla utilização nos diversos cursos de formação inicial e continuada que formam os docentes no país.

Conheça as outras edições da Retratos da Escola aqui.

Fonte: CNTE

 

 

 

 

 

Notícias relacionadas