Servidores(as) no negativo: Banrisul cobra indevidamente empréstimo da folha


Parte dos(as) servidores(as) gaúchos(as) que fizeram empréstimo no começo do mês por conta dos atrasos no pagamento da folha começaram a semana com susto ao consultar seu saldo no Banrisul.

O Piratini depositou, ainda na madrugada, a primeira parcela de R$ 1,5 mil para quem ganha acima de R$ 4 mil líquidos. Mas, assim como já ocorrido em fevereiro deste ano, o banco cobrou o valor total do empréstimo, deixando uma quantidade não informada de servidores com saldo vermelho na conta.

Ainda durante a manhã o banco reconheceu o erro e informou que o problema foi solucionado, mas não deu motivos para a ocorrência do problema.

Notícias relacionadas