Série de vídeos detalha os ataques do pacote desumano de Eduardo Leite


Em quatro vídeos produzidos e divulgados entre quinta (10) e domingo (13), a presidente do CPERS – Helenir Aguiar Schürer – e o advogado Marcelo Oliveira Fagundes, do escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, abordaram os diversos ataques inclusos no pacote de medidas apresentado pelo governo Eduardo Leite na última semana.

De forma didática e objetiva, as peças detalham, na ponta do lápis, como as alterações propostas afetam professores(as), funcionários(as) e aposentados(as). Confira as peças abaixo:

Plano de Carreira: como Eduardo Leite pretende pagar o piso?

Entenda como Eduardo Leite quer tirar dinheiro dos aposentados(as)



Entenda como os projetos de Leite prejudicam os funcionários de escola

Eduardo Leite quer reduzir as férias do professor!

E os contratados(as)?

Quer receber notícias do CPERS via whatasapp? Clique aqui!

AGORA É GREVE

É decisão de Assembleia Geral.

Assim que Eduardo Leite protocolar os projetos relativos a mudanças no Plano de Carreira do Magistério, alterações no Estatuto dos Servidores (Lei 10.098) ou Previdência Estadual, o Sindicato comunicará toda a categoria.

Setenta e duas horas (72h) depois, entraremos em greve por tempo indeterminado para barrar o fim da carreira e os ataques ao serviço público.

Este é o prazo legal necessário para comunicar e iniciar a greve.

Não aceitaremos retroceder. Somente uma mobilização massiva, forte e unificada pode obrigar Eduardo Leite a recuar.

É tempo de coragem e de honrar a história de lutas do CPERS.

Converse com seus colegas de trabalho, discuta a importância da greve com alunos e pais.  Mobilize toda a comunidade escolar.

Não aceitaremos perder direitos e conquistas históricas. Reajuste já e nem um direito a menos!

Leia também:

– Como o pacote de Leite afeta funcionários de escola, professores e aposentados
– Nota técnica da assessoria jurídica do CPERS 
– Eduardo Leite quer que os professores paguem o próprio piso

Notícias relacionadas