Participe da pesquisa do CPERS e ajude a mapear PCDs na educação pública do RS


A pesquisa “Mapeamento de PCDs (Pessoas com Deficiência) nas escolas estaduais do Rio Grande do Sul“”, promovida pelo Departamento de Saúde do Trabalhador do CPERS, foi lançada em junho e está em andamento. O estudo visa compreender em profundidade o perfil dessa população na educação pública do estado e criar um Coletivo Estadual dedicado a essa causa.

>> Responda ao levantamento aqui.

Através da coleta destes dados, o Sindicato propõe elaborar lutas para a implementação de políticas públicas, tanto para trabalhadoras(es) em educação, quanto para estudantes, visando a inclusão efetiva dessas pessoas, seja no ambiente de trabalho ou de estudo.

“É importante que as trabalhadoras em educação e estudantes, que são portadoras de deficiência, da rede estadual do RS, respondam à pesquisa. Esse levantamento é fundamental para mapear a quantidade e a localização dessas pessoas. Com essas informações, o CPERS poderá discutir a inclusão nas escolas e buscar, junto ao poder público, políticas específicas para essas colegas e estudantes” afirma a diretora do CPERS e representante titular do Sindicato no Coletivo de Pessoas com Deficiência da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Vera Maria Lessês.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), a população com deficiência no Brasil, com 2 anos ou mais, é estimada em 18,6 milhões. No entanto, a inclusão e a acessibilidade ainda são grandes desafios na sociedade brasileira.

A CNTE lançou seu Coletivo de Pessoas com Deficiência, em agosto de 2023, visando a garantia dos direitos e inclusão de pessoas com deficiência na educação. O CPERS é representado no Coletivo por Vera Maria Lêsses, como titular, e pela professora Magda Schmitt, representante estadual das(os) aposentadas(os), suplente.

Notícias relacionadas