Movimento Unificado reúne-se com bancada do PDT na Assembleia Legislativa para pedir retirada do PLC 206


IMG_5960

Na tarde desta terça-feira, dia 08, o Movimento Unificado do Servidores Públicos, reuniu-se com a bancada do PDT, na Assembleia Legislativa. O encontro teve como objetivo pedir o voto contrário ou a retirada do Projeto de Lei Complementar 206/2015, que deve ir à votação entre os dias 29 e 30 de dezembro, em mais uma manobra do governador José Ivo Sartori. Participaram da reunião os deputados do PDT, Eduardo Loureiro, Gilmar Sossela, Juliana Brizola, Regina Becker Fortunati e Vinicius Ribeiro.
Na ocasião, cada representante das entidades presentes do Movimento Unificado relataram o porquê são contra o  PLC 206 e quais são os problemas que o projeto, caso aprovado, trará para cada categoria.
A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, falou o quanto o PLC 206, irá afetar os professores e funcionários de escola, além da educação pública. “Nós, educadores, estamos atualmente recebendo 48% do Piso do Magistério e com os reajustes feitos agora em janeiro receberemos 30%. Esse projeto é prejudicial, pois afirma o congelamento dos reajustes salariais”. Helenir também alertou sobre os vários transtornos pelo qual passa a educação pública, entre eles o transporte escolar. “Se o PL 206 for aprovado, não só afetará nossos salários ou nomeações de novos concursados, mas também a educação pública e muitos alunos que não poderão mais estudar por não ter acesso ao transporte escolar”, destacou.
O deputado Eduardo Loureiro falou representando a bancada do PDT. Segundo ele, a bancada ainda não tem uma posição fechada sobre o PLC 206, pois estão estudando o projeto. Também ressaltou que ouviu no rádio a propaganda do CPERS, a qual divulga os danos que o projeto trará não somente para os servidores públicos, mas também para a população gaúcha. “Se o PLC 206 traz três itens importantes a proibição de reajuste salarial, a não reposição de pessoal na saúde, educação e segurança, e também o não pagamento da tabela de reajuste para a segurança, nós do PDT, somos contra esse projeto”, afirmou.
No fechamento do encontro, Helenir pediu para os deputados que assim que tiverem uma posição exata sobre o projeto, marquem uma próxima reunião. “Podemos desde já contar com o voto de vocês, vendo que esse projeto retém os três pontos sobre os quais se comprometem não votar. Pedimos uma próxima reunião assim que os senhores tiverem a posição da bancada fechada”, afirmou.

Notícias relacionadas