IPE Saúde abranda exigências devido à situação de calamidade


Foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (22) a instrução normativa do IPE Saúde que flexibiliza as exigências para atendimento das seguradas(os) durante o estado de calamidade. Agora, a segurada(o) que perdeu a carteirinha pode ser atendida(o) nos serviços credenciados informando apenas o número do CPF. Além disso, está garantida a assistência a recém-nascidas(os) e netas(os) que ainda não tenham sido cadastradas(os) como dependentes.

Desde o desligamento do Data Center da Procergs, causado pela cheia do Guaíba em 6 de maio, o IPE Saúde está operando sem seus principais sistemas de comunicação. Para enfrentar esse desafio, foi criado um gabinete de crise que está desenvolvendo soluções emergenciais para garantir a continuidade de assistência.

A interrupção do sistema Pin Pad, que exige o uso do cartão pelo usuário, foi resolvida permitindo o atendimento sem a necessidade de registro inicial. Posteriormente, foram disponibilizados novos formulários para que as prestadoras(es) de serviço possam registrar atendimentos sem o uso do cartão.

O IPE Saúde também aprovou a autorização de adiantamentos de pagamentos a prestadoras(es). Esses adiantamentos serão calculados com base na produção imediatamente anterior, paga em 6 de maio, e serão ajustados através de compensações futuras.

Notícias relacionadas