Governo Sartori (PMDB) não garante a segurança dos educadores


O CPERS repudia, de forma veemente, a violência praticada contra a professora de uma escola localizada na zona sul de Porto Alegre, na última sexta-feira, dia 19. Devido à agressão praticada pela irmã de um estudante da escola contra a educadora, as aulas foram suspensas nesta segunda-feira, dia 22.
Segundo a direção da escola, a irmã do aluno foi à instituição após os pais serem chamados para uma reunião. No momento em que a professora chegou para conversar, foi agredida pela mulher. Após ser jogada no chão, recebeu vários socos e pontapés. Com diversos ferimentos, entre eles três costelas quebradas, o nariz, em dois pontos, e também um osso na região do peito, a educadora foi levada ao hospital. Toda a cena foi presenciada por crianças que estavam no corredor.
Esta lamentável situação demonstra como os professores e funcionários de escola estão abandonados dentro das escolas. Além da insegurança de assaltos e arrombamentos, ficam à mercê de situações como essa de violência extrema.
Exigimos que o governo Sartori (PMDB) e seus aliados garantam a segurança e tomem medidas efetivas para garantir a integridade física dos educadores gaúchos.
Basta de insegurança, violência e desrespeito!

Medo e insegurança viraram rotina nas escolas

O ocorrido na última sexta-feira é só mais um exemplo do caos na segurança instalado no Rio Grande do Sul. Diariamente, professores, funcionários de escola e estudantes convivem com o medo e a insegurança dentro da sala de aula e no entorno das escolas. Assaltos, furtos, roubos e homicídios viraram rotina na vida dos gaúchos.
Segundo levantamento feito pela própria Secretaria da Educação – Seduc, em 1.255 das 2,5 mil escolas estaduais foram registrados, num período de seis meses, mais de 5,6 mil casos de violência no entorno das instituições de ensino.
O CPERS exige ações concretas por parte do governo Sartori para garantir a integridade física dos educadores, estudantes e a sociedade. É de total responsabilidade do governo oferecer segurança para a população.

Notícias relacionadas