Boletim de Greve – 24 de março


dentro

Hoje pela manhã, professores e funcionários de escola de diversas regiões do Estado protestaram, em frente ao condomínio onde reside o governador Sartori, contra o descaso com os educadores e a educação pública. Na ocasião, eles também denunciaram à população as consequências das medidas que integram o pacote de maldades do governo, que deve ir à votação na Assembleia Legislativa nos próximos dias, bem como da Reforma da Previdência e a da terceirização propostas pelo golpista Temer. Veja a matéria completa.

img_0017 img_0077

Núcleo 2º – Santa Maria: Os educadores realizaram nesta sexta-feira (24), às 14h, reunião do Conselho Regional, para avaliar a Greve e organizar as novas ações e mobilizações no Núcleo.

Núcleo 6º – Rio Grande: Nesta sexta-feira (24), pela manhã, professores e funcionários de escola realizaram ato de escracho em frente à residência do deputado estadual Adilson Troca (PSDB), em Rio Grande. Os educadores cobraram o voto contrário ao pacote de maldades do governo Sartori, que pode voltar para votação na Assembleia Legislativa na próxima semana. Pela manhã também houve caminhada de educadores e estudantes em outros bairros da cidade. À tarde foram realizadas diversas Plenárias sobre a Reforma da Presidência.

rio-grande-02 rio-grande

Núcleo 29º – Santiago: Na tarde desta sexta-feira (24), os educadores de Santiago participaram do ciclo de debates sobre a Reforma da Previdência, no auditório Caio Fernando de Abreu, na Câmara de Vereadores da cidade. A atividade foi promovida pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Santiago e o 29º Núcleo do CPERS.

santiago-01 santiago

Atenção educadores:
O CPERS convoca os (as) professores (as) e funcionários (as) de escola a participarem da vigília na Praça da Matriz, em Porto Alegre, no próximo dia 28, contra o pacote de maldades do governo Sartori (PMDB). Os educadores permanecerão na Praça, juntamente com demais servidores que integram o Movimento Unificado dos Servidores – MUS, até que o pacote seja rejeitado pelos deputados. Veja a matéria completa.

Notícias relacionadas