Sefaz anuncia medidas na folha de pagamento dos servidores em meio à crise climática


Em reunião, realizada na manhã desta quarta-feira (22), entre o CPERS e a Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul (Sefaz), foram anunciadas importantes atualizações sobre a folha de pagamento das servidoras(es) estaduais e outros assuntos financeiros relevantes em meio à crise climática que assola o estado.

A Sefaz confirmou que a folha de pagamento referente ao mês de maio será processada conforme o cronograma e estará disponível para saque no dia 31 de maio.

Outro ponto de destaque foi a decisão de remover todos os consignados do Banrisul da folha de pagamento. A medida visa aliviar a carga financeira das trabalhadoras(es) diante desta situação de calamidade.

Em relação ao 13º salário, a Sefaz anunciou que a metade do benefício será paga em uma folha suplementar na primeira quinzena de junho.

A reunião também abordou a questão da prova de vida das servidoras(es). Para quem faz aniversário em 2024, a prova de vida será realizada diretamente no Banrisul. Já para aquelas(es) que fizeram aniversário em 2023 e ainda não a realizaram, será necessário aguardar o restabelecimento do sistema RHE/Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Procergs), que atualmente enfrenta problemas técnicos. A previsão é que, uma vez resolvido o problema, o pagamento seja efetuado em uma folha suplementar no mês de junho.

O CPERS continua a intensificar seus esforços para proteger a classe trabalhadora frente aos desafios impostos pela crise climática. Em um cenário de mudanças ambientais que impactam diretamente as condições de trabalho e a vida cotidiana, o Sindicato está focado em pressionar o governo Eduardo Leite (PSDB) a implementar medidas que minimizem os prejuízos das trabalhadoras(es) da educação e outros setores.

Notícias relacionadas