Seduc envia ofício às CREs para cessarem as enturmações em 2019


Após diversas denúncias do CPERS e mobilizações de escolas contra enturmações (fechamento e fusões de turmas) a poucos dias do fim do ano letivo, a Secretaria da Educação enviou ofício a todas as Coordenadorias Regionais da Educação (CREs) orientando o fim da prática em 2019.

O CPERS tomou conhecimento da orientação na tarde desta quinta-feira (10), durante reunião na Seduc com representantes do Colégio Estadual Júlio de Castilhos (Julinho) e da direção do CPERS. O encontro foi uma resposta a outra reunião realizada na última segunda-feira (7), quando um grupo de professores e estudantes do colégio esteve na secretaria para questionar as enturmações em curso.

Além de reduzir turmas, o Estado vinha orientando a redução de carga horária e dispensa de educadores(as), visando o enxugamento da rede.

Na ocasião, o diretor-geral da Seduc, Paulo Magalhães, garantiu que professores postos à disposição e os que tiveram redução de carga horária irão retornar ao status que estavam anteriormente.

Para o professor de história e teologia, Carlos Heitor Rosa,  a notícia foi um alívio, não só pelas horas de trabalho, mas pelos alunos. “Quando eu recebi a notificação foi muito difícil. Eu não poderia nem me despedir dos meus alunos. Me senti um número, me senti usado. Hoje saímos daqui com uma vitória, não só minha, mas também dos meus 11 colegas que seriam dispensados”, conta Carlos Heitor Rosa, professor de história do colégio Julio de Castilhos.

Datado do dia 8 de outubro, o documento informa: “Tendo em vista a proximidade da conclusão do ano letivo de 2019, não é mais oportuna a reorganização da rede, principalmente no que se refere à união de turmas de mesmo ano e no mesmo turno, dentre outras, neste momento, evitando o comprometimento da aprendizagem e conclusão de ano ou etapa de escolarização.”

Veja a íntegra do ofício:

Notícias relacionadas