Programa Facilitadores do IPE Saúde é fruto da cobrança por melhorias nos atendimentos


Diante da fragilidade do IPE Saúde, constatar iniciativas que melhoram o acesso dos usuários(as) devem ser valorizadas e servir de exemplo para avançar. O CPERS vê como positivo o Programa Facilitadores, que acaba de completar um ano de operações, e foi estruturado após intensa cobrança do Conselho de Administração do Instituto, o qual o Sindicato integra.

Segundo o Instituto, a iniciativa é realizada em 41 postos de atendimento presencial em diversas regiões do estado e deve ocorrer em mais 56 municípios.

O CPERS, representado pela diretora do Departamento de Saúde do Trabalhador, Vera Lessês, e pelo representante 1/1000 do 24º Núcleo (Pelotas), Antônio Alberto Andreazza, integra o Conselho de Administração do IPE Saúde e acompanha de perto todas as ações da autarquia.

“Essa alternativa surgiu pela cobrança dos conselheiros classistas, em virtude dos escritórios e agências do IPE Saúde que atendiam no interior estarem sendo fechados. As pessoas precisam de atendimento presencial, pois muitos têm dificuldades ou limitações para usar a tecnologia”, ressalta Vera.

A diretora destaca ainda que o Sindicato seguirá vigilante e mobilizado em defesa de um IPE Saúde público, solidário e de qualidade, que atenda às necessidades de todos os segurados(as).

Notícias relacionadas