Nota de pesar pela tragédia em Suzano


O CPERS lamenta profundamente pela barbárie perpetrada nesta quarta-feira em Suzano e se solidariza com a dor imensurável dos(as) familiares das vítimas, estudantes e educadores(as) da Escola Estadual Raul Brasil.

É com grande consternação que testemunhamos a escalada desenfreada de todas as formas de violência no país. Este é um ciclo vicioso que não pode ser rompido pelo culto às armas e pela crescente divisão social que se alimenta do medo e da intolerância com a diferença.

Somos um Sindicato formado por educadores(as) comprometidos com a educação para a paz. Violência não se combate com violência.

Para Paulo Freire, a paz não é dada, não é um fato intrinsecamente humano, comum a todos os povos e culturas. Precisamos formar estudantes para o convívio harmônico e a tolerância com seus pares, incentivando a colaboração, a solidariedade e o espírito de comunidade.

É urgente repensarmos as bases de uma sociedade que permite uma tragédia de tamanha dimensão no seio da escola pública, espaço por excelência da construção do futuro do país.

Notícias relacionadas