NOTA DE ESCLARECIMENTO


O CPERS/Sindicato vem a público esclarecer que a luta pela realização de concurso público para o Magistério e funcionários de escola, assim como a nomeação daqueles já aprovados nos últimos concursos, sempre foram bandeiras de luta do Sindicato. No entanto, reafirma que a defesa do concurso público em momento algum vai de encontro aos interesses dos servidores contratados emergencialmente, que aliás fazem parte da base deste Sindicato, os quais defendemos e representamos como qualquer membro da categoria.
A contratação emergencial por parte de governos neoliberais somente enfraquece e fragiliza a categoria e prejudica o próprio contratado ante a precariedade do vínculo, pois não garante os direitos funcionais estendidos aos concursados e tampouco os direitos trabalhistas e sociais existentes, como seguro desemprego em caso de demissão e recolhimento do FGTS. Legislar o contratado é acabar com o concurso público.
O concurso público proporciona igual oportunidade a todos os interessados e garante estabilidade e demais direitos só existentes para os servidores efetivos. A realização de concurso público, por isso, é pauta permanente deste Sindicato.

Notícias relacionadas