Ministério da Saúde confirma que trabalhadores da educação estarão no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19


No último dia 9, em resposta ao Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, o Ministério da Saúde (MS) confirmou que os trabalhadores em educação (professores e funcionários) estão entre os grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19, conforme anunciado no Plano Nacional de Vacinação, divulgado em 16 de dezembro.

No documento, o MS afirma:

“A vacinação será inicialmente voltada aos grupos de maior risco para agravamento e óbito, assim estarão contemplados nas primeiras fases de vacinação a população pertencente aos grupos de trabalhadores da área da saúde (incluindo profissionais da saúde, profissionais de apoio, cuidadores de idosos, entre outros); pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, população idosa (60 anos ou mais); indígenas aldeados; comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas; população em situação de rua; alguns grupos de comorbidades; trabalhadores da educação; pessoas com deficiência permanente severa; profissionais das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema de privação de liberdade; trabalhadores do transporte coletivo; profissionais dos transportadores rodoviários de carga e coletivos; e população privada de liberdade”.

Na sequência, a mensagem ainda completa: “Dessa forma, o grupo de profissionais da educação encontra-se contemplado como trabalhadores da educação dentre as prioridades elencadas, e não só os professores.”

Apesar de afirmar que os profissionais da educação serão prioridade, o Ministério da Saúde ainda não informou exatamente em qual fase eles serão incluídos.

Confira aqui a íntegra do documento.

Notícias relacionadas