Secretário da Educação envia documento ao CPERS refirmando a falta de disposição em negociar com os educadores


Na tarde desta terça-feira, o secretário da Educação, Luís Antônio Alcoba de Freitas, reafirmou a intransigência do governo Sartori (PMDB) diante das reivindicações dos educadores, ao enviar um documento à presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, no qual declara que “estão suspensas as negociações com o CPERS/SINDICATO até que ocorra a completa desocupação das dependências do Centro Administrativo Fernando Ferrari”.
É fundamental esclarecer que em nenhum momento houve negociação, pois o governo não apresentou sequer uma proposta aos educadores.
Neste mesmo documento, o secretário nos acusa, de forma irresponsável, de termos descumprido um acordo, o de que ficaríamos apenas nas dependências do auditório Paulo Freire. Não fizemos esta afirmação.
Buscamos o diálogo e a negociação, incessantemente, mas não fomos ouvidos. Permanecemos no CAFF aguardando a resposta do governo às demandas da categoria, conforme afirmamos ao secretário da Educação e ao chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi. A nossa permanência no local, é consequência do silêncio do governo às nossas reivindicações.

CLIQUE AQUI LEIA O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA

 

Notícias relacionadas