Frente dos Servidores Públicos define ato unificado para o dia 26 de abril por reajuste e em defesa do IPE Saúde


Na tarde desta quinta-feira (13), entidades que compõem a Frente dos Servidores Públicos (FSP) se reuniram, no Sindicaixa, para definir o calendário de luta unificado das categorias.

Em pauta, a mobilização pela revisão geral dos salários em 2023 e a defesa intransigente do IPE Saúde público e de qualidade.

Entre os encaminhamentos do encontro, ficou definido que o dia 26 de abril será de luta. Nesta data, servidores(as) das três esferas realizarão um ato unificado com concentração a partir das 9h em frente ao IPE Saúde e, após, será realizada uma caminhada até o Palácio Piratini.

No dia 25 de janeiro deste ano, representantes da FSP entregaram um ofício à Casa Civil solicitando uma audiência com o governador Eduardo Leite (PSDB) para debater as principais pautas das categorias. Na oportunidade, foi garantido que na primeira quinzena de fevereiro seria realizada uma reunião, mas até o momento o encontro não foi marcado.

Além da revisão geral, outro ponto urgente é quanto à manutenção do IPE Saúde. Na próxima semana, o Piratini apresentará a sua proposta de reforma do Instituto, prevendo aumento dos custos para parte dos servidores(as). 

A FSP lutará arduamente para que esta conta não recaia sobre aqueles que possuem os menores salários do estado e ressalta que, diferente do que o governo anuncia, o déficit do IPE Saúde se tornou insustentável devido ao descompromisso dos últimos governos com os servidores(as) e na gestão da autarquia.

As entidades esperam que o governo estabeleça uma mesa de diálogo e negociação para ouvir os anseios do funcionalismo estadual.

>> Participaram da reunião as seguintes entidades:
Aprojus
ASJ
ASPGE
CPERS
Sindicaixa
SINDSEPERS
Sindjus
SindTCE
Sintergs

Notícias relacionadas