Este é um governo piadista ou não é?


O governador, José Ivo Sartori, gosta de brincar e fazer piadas com os servidores públicos, a má gestão deste governo está muito clara quando tenta sair da “crise” colocando a culpa no funcionalismo público, fazendo cortes na educação, saúde e segurança, aumenta impostos da população gaúcha. Com um único objetivo o do Estado mínimo. Em um ano de mandato em momento algum vimos o governo Sartori procurar saída para a crise, que não seja a de  atacar e ameaçar os servidores. Não é através de congelamento de salários e nomeações que o Estado saíra da crise, mas sim atacando a sonegação de impostos, só no ano de 2015 os cofres gaúchos perderam quase R$ 7,9 bilhões devido à sonegação de impostos.
Abaixo estão três decretos do governo do Rio Grande do Sul, nos dias 06, 07 e 08 de janeiro onde se contradiz, na vigência dos atos de cedência dos servidores. No decreto do dia 7 não  prorroga as cedências  de servidores da Secretaria  de Educação,  já no dia 8 prorroga a cedência para o gabinete do governador, do vice-governador e da Secretária da Casa Civil , por um ano.

Então governador, o decreto é pra valer ou não?  Ou só não vale para o rei e seus amigos? Esse é ou não é um governo bipolar?

Dia 06 de janeiro de 2016

04

 

Dia 07 de janeiro de 2016

02

Dia 08 de janeiro de 2016

20160108151434245_0003

Notícias relacionadas