Encontro Regional dos Funcionários da Educação destaca luta por direitos e valorização


Tirar os funcionários(as) da educação da invisibilidade, destacando a importância de reconhecê-los como profissionais essenciais no processo educacional. É com este foco que o CPERS vem realizando os Encontros Regionais dos Funcionários(as) da Educação que, nesta quinta-feira (20), reuniu educadores(as) dos Núcleos de São Leopoldo (14º), Montenegro (5º) e Canoas (20º).

Durante o Encontro, que ocorreu na sede do 14º Núcleo (São Leopoldo), foram destacadas questões como as condições de trabalho, direitos, demandas, dificuldades e desafios, a importância do voto consciente para barrar os ataques aos educadores(as) e o fortalecimento da luta por respeito e salário digno.

Na abertura, o diretor do CPERS, Cássio Ritter, leu um poema em homenagem aos funcionários(as) de escola.

Em seguida, a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, deu as boas-vindas a todos e fez a análise da conjuntura política, observando a proximidade do segundo turno das eleições. “Nós jamais vamos dizer em quem vocês têm que votar, mas enquanto Sindicato temos a obrigação de alertar sobre o que será melhor para os trabalhadores.  Nossa escolha é entre o fascismo e a democracia. Pedimos que façam a seguinte reflexão: qual o país que queremos deixar para nossos filhos e netos?”

“Cada um de vocês é livre para decidir como votar. Nós apenas chamamos a atenção para observarem quem nos apoia e quem age para retirar os nossos direitos”, reforçou o diretor Cássio Ritter.

A diretora do Departamento dos Funcionários(as) da Educação do CPERS, Sônia Solange Viana, fez um resgate das lutas do Sindicato em defesa dos direitos dos agentes educacionais. “No pior momento da pandemia, agimos rapidamente para proteger os funcionários, deixados de lado no decreto do governo”, exemplificou.

A dirigente também ressaltou a importância dos funcionários(as) na rotina das escolas. “Quem recebe a comunidade na escola, faz matrícula, conduz os alunos no corredor, faz o trabalho burocrático, prepara o ambiente escolar deixando limpo e organizado, alimenta estudantes e educadores? São os funcionários. Somos muito visíveis e somos educadores”, enfatizou.

Sônia também observou a questão da subalternidade pedagógica: “Todos os funcionários precisam participar dos conselhos e das reuniões pedagógicas. Vocês têm direito a isso e devem exigir”, frisou.

Situação do IPE Saúde e informes jurídicos

O sucateamento do IPE Saúde e as lutas do CPERS para mantê-lo público e de qualidade foram o tema da fala da diretora do Departamento de Saúde do Trabalhador(a) e representante do Sindicato no Conselho de Administração do Instituto, Vera Lessês.

Marcelo Fagundes, advogado da assessoria jurídica do CPERS, representada pelo escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, abordou os principais pontos que mudaram na carreira dos funcionários(as) da educação com as reformas dos atuais governos.

Ele também informou sobre a assinatura do termo de negociação para o pagamento dos dias descontados da greve, realizado na última quarta-feira (19), entre o CPERS e a Procuradoria Geral do Estado (PGE).

De acordo com Fagundes, até o próximo dia 11 de novembro será devolvido todo o valor descontado, para todos(as) os(as) trabalhadores(as) da educação que aderiram à greve. Clique aqui para tirar dúvidas sobre os principais pontos do pagamento.

Funcionários (as) aprovam Encontro

“Esse é o primeiro Encontro que eu participo. Temos que participar para entender nossos direitos e cobrar as melhorias necessárias. Se todo mundo se unir e lutar junto, podemos conseguir uma maior valorização”, considerou a funcionária da EEEF Promorar, em Montenegro, Andressa da Silveira.

Ao ouvir as falas da direção do CPERS sobre a importância do reconhecimento dos funcionários(as) como educadores(as), a secretária da EEEM Caic Madezatti, Mari Lucia Ribeiro Varreira, fez a seguinte consideração: “Eu sou tão importante quanto qualquer outro colega educador. Temos que nos reconhecer como educadores que somos. Encontros como esses servem para nos lembrar disso”.

O Encontro também contou com a participação do dirigente estadual do CPERS, Leonardo Pretto Echevarria, e dos diretores(as) de Núcleo, Luiz Henrique Becker (14º), Elisabete de Vargas Pereira (5º) e Iara Beatriz Anziliero Nunes (20º).

Quer participar dos Encontros Regionais de Funcionários(as) do CPERS? Clique aqui e saiba mais!

Notícias relacionadas