Em Santa Maria, etapa regional da 5ª Mostra Pedagógica do CPERS destaca a resiliência da escola pública


Nesta quarta-feira (4), o IEE Ovalo Bilac, localizado em Santa Maria, foi palco da etapa regional da 5ª Mostra Pedagógica, promovida pelo CPERS Sindicato. O evento reuniu educadores(as) e estudantes de escolas da região, que apresentaram seis projetos exemplares, evidenciando a determinação e a qualidade do trabalho desenvolvido nas escolas públicas estaduais, mesmo diante das adversidades enfrentadas.

A Mostra é um espaço de valorização do trabalho pedagógico realizado nas escolas públicas do estado, com ênfase na resiliência demonstrada pelos professores(as), funcionários(as) de escola e seus alunos(as) frente às dificuldades ocasionadas pela desvalorização da educação por parte do governo de Eduardo Leite (PSDB).

Os projetos apresentados nesta etapa regional ilustraram de forma clara como a comunidade escolar tem se esforçado para superar obstáculos. Desde a escassez de recursos até a falta de valorização profissional, os participantes mostraram que a educação pública estadual está mais viva do que nunca.

Durante a cerimônia de abertura do encontro, Juçara Borges, diretora do CPERS, salientou a importância da Mostra Pedagógica para reforçar os trabalhos desenvolvidos nas escolas públicas gaúchas. “A luta do CPERS não é só por salário ou por prédio, a nossa luta é, principalmente, por uma escola pública de qualidade. Nós temos trabalhos maravilhosos desenvolvidos dentro das escolas, mas a sociedade não enxerga, por isso se criou a Mostra Pedagógica, que chega a sua 5ª edição cada vez mais qualificada”.

“Os trabalhos desenvolvidos nas nossas escolas estaduais são fundamentais para o CPERS Sindicato. O valor da escola pública e do que é o ensino público, se reflete nas nossas lutas e enfrentamentos diários. Nós estamos aqui para engrandecer o trabalho que vocês já desenvolvem diariamente, mesmo com todas as dificuldades”, destacou o diretor do Sindicato, Leonardo Preto Echevarria.

“Nossos professores e alunos merecem todo o reconhecimento pelo empenho em superar as dificuldades e garantir uma educação de qualidade”, ressaltou a diretora do CPERS e ex-aluna do IEE Olavo Bilac, Sandra Regio.

Desafios da educação estadual e nacional 

Na programação da etapa regional da Mostra em Santa Maria, foi realizada uma roda de conversa para debater o Plano Nacional da Educação (PNE) e a perspectiva de renovações na área, em âmbito nacional e estadual. 

O professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Leonardo Botega, apresentou dados preocupantes sobre o PNE e expôs um fato estarrecedor: das 20 metas que deveriam ser cumpridas entre os anos 2014 e 2024, nenhuma alcançou os resultados esperados.

“Precisamos seguir a nossa luta para garantir um novo Plano Nacional de Educação, que realmente valorize o trabalho desenvolvido pelos educadores e por uma educação pública de qualidade”, enfatizou o professor.

A professora aposentada, Marlize Dressler, apresentou um paralelo entre as metas do PNE e a realidade da educação pública no Rio Grande do Sul. Os dados apresentados pela educadora foram revelados a partir do seu projeto de mestrado, que abordou as condições do trabalho pedagógico dos professores(as) da rede pública estadual entre os anos de 2015 a 2018.

Intercâmbio de ideias e conhecimentos

Um dos destaques da mostra foi o projeto “A Utilização da Cultura Maker em um Espaço Socioeducativo”, desenvolvido por educadores(as) e estudantes da EEEM Humberto de Campos. A instituição atende jovens infratores que cumprem medida socioeducativa.

Este projeto inovador buscou promover a inclusão social por meio da educação, demonstrando como a escola pública pode ser um agente de transformação na vida desses estudantes.

“Todos os materiais criados podem ser levados para casa ao término do cumprimento da medida deles e em liberdade eles poderão desenvolver essas habilidades, caso tenham interesse”, expôs o professor de História, Henrique Corrêa Lopes, que apresentou o trabalho durante a Mostra.

Outro projeto que chamou a atenção foi o “Cartas pra que te quero”, do CE Prof. Edna May Cardoso. A professora Carmem Zulema Coffy Pires e a aluna Maitê Silva, apresentaram com orgulho a iniciativa aos jurados(as) e participantes da Mostra, destacando que o trabalho teve como objetivo desenvolver habilidades como a escrita e a leitura, através da troca de cartas com alunos e alunas de outras escolas.

“As turmas envolvidas nesse projeto, do 3º, 4º e 5º ano, se corresponderam através de cartas com duas escolas de Tupanciretã como forma de praticar muito mais do que a escrita, mas também a autoestima e a criatividade, ao contar suas experiências próprias a outros estudantes”, destacou Carmem.

>> Além destes projetos, outras quatro iniciativas foram apresentadas: 

– Ecoalfabetização e AEE: caminhos possíveis na busca da autoestima
CE Prof. Edna May Cardoso
Categoria: Séries Finais Ensino Fundamental

– CilonStation: reciclagem e mobilização para a inclusão de alunos especiais e de baixa renda na cultura
EEEM Cilon Rosa
Categoria: Ensino Médio

A qualidade da água, tipos de energia (eólica)
EEEB Tito Ferrari
Categoria: Ensino Médio 

Projeto Interdisciplinar: Construção de Produtos Educacionais aplicados na Educação Infantil e nos Primeiros Anos do Ensino Fundamental
IEE Olavo Bilac
Categoria: Profissional 

Ao fim do encontro, foi definido que todos os projetos apresentados foram selecionados para a Etapa Estadual da Mostra, que acontecerá em dezembro, em Porto Alegre. A comissão julgadora foi formada pelos educadores: Vera Ribas, Leonardo Botega, Marta Regina Fontoura e Iolanda Roos dos Santos.

Representando o 2º Núcleo, participaram da atividade a diretora-geral, Dgenne Ribeiro, o tesoureiro, Paulo Ortiz, e a diretora de mobilização Nadir Duarte Pillar.

A etapa regional da 5ª Mostra Pedagógica do CPERS, em Santa Maria, deixou claro que a educação pública estadual não apenas sobrevive, mas também se reinventa e floresce, mesmo em meio aos desafios impostos. Os projetos apresentados são um testemunho do comprometimento dos educadores(as) e seus estudantes em construir um futuro melhor por meio da educação. Viva a escola pública!

Etapas Regional e Estadual

Os 42 núcleos do CPERS realizarão mostras regionais até novembro e os educadores(as) devem se inscrever com até cinco dias de antecedência ao evento na sua região. Os projetos e trabalhos mais significativos terão lugar na etapa estadual da Mostra. As experiências selecionadas também serão compiladas em uma publicação especial.

️ INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

1) Somente sócios(as) do CPERS terão suas inscrições validadas para a Mostra Pedagógica;
2) Os anexos (como documentos, trabalhos por escrito ou em PowerPoint, fotos e vídeos) devem ser enviados para o e-mail [email protected];
3) As inscrições podem ser realizadas com até 5 (CINCO) dias de antecedência à Mostra Regional do seu núcleo. Clique aqui para conferir o cronograma das etapas regionais da Mostra;
4) Clique aqui para acessar o regulamento completo da Mostra Pedagógica;
5) Se tiver dificuldades no preenchimento do formulário ou outras dúvidas, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (51) 3254.6000.

 

Notícias relacionadas