Descaso com a saúde é descaso com a educação: vacinação contra H1N1 é direito dos educadores


Em defesa da saúde dos professores e funcionários de escola, o CPERS exige que o governo do Estado disponibilize a vacinação contra o vírus H1N1 – Gripe A, de forma gratuita, aos educadores. A Direção Central do Sindicato já está solicitando uma audiência com o governador Sartori (PMDB) para ressaltar a importância da imunização da categoria, o quanto antes.
Ao contrário do que o governo afirma, os educadores fazem parte do grupo de risco, pois diariamente têm contato direto com inúmeros alunos. Em sala de aula, onde o grupo respira o mesmo ar, os riscos da proliferação do vírus é maior.
De acordo com denúncias recebidas pelo CPERS, na rede estadual de ensino já ocorreu a morte de um aluno e há educadores e estudantes que contraíram a Gripe A. Essa situação, inclusive, já levou algumas escolas a suspenderem as aulas.
“Estamos preocupados, pois a situação está se agravando. Os professores fazem parte do grupo de risco sim. É dever do Estado proteger educadores e alunos. Vamos exigir do governador a vacinação da nossa categoria, o mais rápido possível”, destaca a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

Notícias relacionadas