CPERS e demais entidades sindicais promovem vigília na Praça da Matriz contra PEC 55 e pacotaço de Sartori


Entidades sindicais, entre elas o CPERS,  e representativas realizam nesta terça-feira (29), uma vigília na Praça da Matriz, no centro de Porto Alegre, contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 do governo ilegítimo Temer e o pacotaço do governo Sartori, ambos do PMDB. Haverá também um ato às 17h, com pronunciamentos em defesa dos serviços e do patrimônio público e contra a retirada de direitos dos trabalhadores.
A manifestação ocorre no mesmo dia em que os senadores pretendem votar, em primeiro turno, a PEC 55, aprovada como PEC 241 na Câmara dos Deputados, que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos em áreas como saúde e educação.
Para ir ao segundo turno no Senado, a PEC 55, conhecida como a PEC da Morte, requer o apoio de pelo menos três quintos dos parlamentares, ou seja, 49 dos 81 senadores. A votação em segundo turno está marcada para o dia 13 de dezembro.
Além de cobrar o voto contrário dos senadores, haverá protestos contra o pacotaço do governador, anunciado no último dia 21, que prevê extinção de fundações, fim do plebiscito para privatizar a CEEE, Sulgás e CRM, demissão de servidores, escalonamento dos salários e pagamento da segunda parcela do 13º até novembro de 2017, dentre outras maldades.
A mobilização conta com o apoio do Movimento Unificado dos Servidores (MUS), da Frente em Defesa das Estatais, das frentes Brasil Popular Povo sem Medo, dos movimentos sociais e das ocupações de estudantes.

Notícias relacionadas