CPERS cobra esclarecimentos do Banrisul sobre empréstimos consignados


O CPERS está exigindo esclarecimentos do Banrisul sobre problemas relacionados aos empréstimos consignados das servidoras(es) estaduais. Na manhã desta quinta-feira (6), a entidade solicitou uma audiência com o presidente do banco, Fernando Lemos, após diversas reclamações sobre a prorrogação das operações de crédito consignado.

O Banrisul havia prometido um fôlego às servidoras(es), anunciando a suspensão dos pagamentos dos empréstimos consignados por 180 dias, numa suposta tentativa de amenizar os estragos causados pela crise climática.

No entanto, ao invés de alívio, as trabalhadoras(es) foram pegas de surpresa com um aumento abusivo nas parcelas devido à aplicação de juros, piorando drasticamente a situação de quem já está lutando para sobreviver e está sufocado por dívidas.

A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, ressalta a indignação e a frustração sentidas pelas educadoras(es). “Os servidores esperavam um alívio financeiro, mas acabaram enfrentando ainda mais dificuldades. O Banrisul precisa responder: como essa decisão foi tomada às custas do sofrimento dos trabalhadores?”, questiona.

O Sindicato busca garantir que os direitos das servidoras(es) sejam respeitados e que qualquer decisão financeira seja tomada com total transparência. A expectativa é que a reunião possa ocorrer o mais breve possível, oferecendo uma oportunidade para que todas as questões sejam discutidas e resolvidas de maneira justa e transparente.

Notícias relacionadas