Conselho Geral aprova propostas de mobilização


 conselho abril 1

Nesta quinta-feira, dia 30, o Conselho Geral do CPERS reuniu-se para deliberar sobre as pautas de mobilização da entidade. As propostas apresentadas pela Direção Central do Sindicato foram aprovadas por unanimidade.
No início do Conselho, a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, pediu aos conselheiros que fizessem um minuto de palmas em memória do professor Luiz Felipe Travato, que lecionava em Pelotas, e faleceu essa semana.
Ao dar início ao Conselho, Helenir destacou o repúdio do Sindicato quanto ao covarde ataque que o governo Richa realizou, na última quarta-feira, dia 29, contra os educadores do Paraná.  “Temos de estar alertas e preparados, pois situações como essa podem ocorrer em nosso Estado, por isso é imprescindível que ampliemos nossa mobilização. Dia 08 de maio, é o nosso Dia D. Ou o governo forma a mesa de negociação que solicitamos ou vamos construir, junto a base da nossa categoria, uma greve forte que fará o governo recuar e nós avançarmos”, observou.
Após os informes dos conselheiros, foi realizada a votação das propostas de mobilização, aprovadas por unanimidade.

Propostas de mobilização aprovadas

1.Discutir a Greve Geral unificando todos os servidores públicos do Estado;
2. Mobilizar, através de panfletos explicativos, todas as escolas para que no dia 08 de maio, sexta-feira, às 11 horas, às 16h30min e às 21h, toquem sinetas e acionem sirenes, por um minuto, lembrando o último dia para o recebimento de uma resposta ao pedido de audiência com a Mesa de Negociação exigida pelo Sindicato. A iniciativa também será um ato em solidariedade aos colegas do Paraná. Para informar a sociedade e a comunidade escolar, produzir material de divulgação e realizar inserções em rádios regionais;
3. Organizar uma Caravana de Mobilização em Defesa dos nossos direitos;
4. Realizar debate sobre o anteprojeto de Lei Complementar relativo ao IPE Saúde, acerca das considerações da Assessoria Jurídica, com deliberação e posição do CPERS/Sindicato no próximo Conselho Geral da entidade;
5. Elaborar banner com denúncias do massacre aos professores do Paraná;
6. Buscar a unidade dos funcionários públicos, no tripé: saúde, educação e segurança;
7. Buscar as centrais sindicais, os sindicatos e os movimentos sociais e estudantis para luta unificada em defesa de direitos e conquistas;
8. Elaborar encarte esclarecedor sobre:
a) Terceirização
b) Meritocracia

 

 

Notícias relacionadas