Conselho Geral aprova paralisação e ato no dia 22 contra a Reforma da Previdência


Na manhã desta sexta-feira (15), os conselheiros(as) do CPERS reuniram-se para deliberar sobre a agenda de mobilizações da categoria. O debate levou à aprovação de ações para derrotar a Reforma da Previdência, barrar os ataques contra os direitos dos(as) educadores(as) e exigir a justa reposição salarial.

No dia 22 de março, a categoria se soma à mobilização nacional contra a Reforma da Previdência. Em Porto Alegre, a agenda começa às 14h com concentração no CPERS, seguido de caminhada e ato público em frente ao Piratini. Às 18h, os(as) educadores(as) devem participar da atividade organizada pelas centrais sindicais na Esquina Democrática.

Os núcleos que não tiverem atividades marcadas para as suas regiões devem providenciar transporte para a capital.

“Nunca vivemos momentos tão duros”, disse a presidente Helenir Aguiar Schürer na abertura dos trabalhos. “Nós temos a obrigação de conversar com nossos colegas, pois as pessoas não estão compreendendo a gravidade do problema. Se a reforma passar, teremos multidões sem condições de sustento na aposentadoria, se conseguirem se aposentar”, concluiu.

Agenda com o governo

Após o debate, conselheiros(as) e dirigentes realizaram um sinetaço em frente ao Piratini no final da manhã para reivindicar uma agenda com o governo. A direção estadual foi recebida pelo secretário adjunto da Casa Civil, Bruno Pinto de Freitas, que garantiu responder até a próxima segunda-feira com uma data para a abertura da mesa de negociações com o governador Eduardo Leite.

“O governo reconhece a legitimidade das demandas trazidas pelo CPERS e eu me comprometo em, até segunda-feira, responder o pedido de agenda de vocês já com data e local”, disse o secretário, interpelado pela presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

Novo site: mais agilidade e serviços

Durante o Conselho, os diretores do Departamento de Comunicação do CPERS, Sonia Solange Viana e Daniel Damiani, apresentaram o novo site da entidade. A página, pensada e desenvolvida pela equipe de comunicação e a Agência Veraz, oferece acesso mais facilitado e dinâmico às notícias e serviços disponibilizados à categoria.

Materiais informativos, campanhas, vídeos, notícias, possibilidade de realizar a filiação à entidade através da página, cadastramento para receber notícias via whatsapp e informações sobre serviços são algumas das melhorias proporcionadas aos(as) associados(as).

 

PROPOSTAS DE MOBILIZAÇÃO APROVADAS NO CONSELHO GERAL

 

1. Autoagenda no Palácio Piratini com mote da mesa de negociação para a pauta salarial;

2. Dia 22 de Março – Paralisação com Dia de Mobilização nas Regiões, Contra a Reforma da Previdência, no intuito de construção da Greve Geral:

    1. Atividades nas Regiões e/ou Núcleos;
    2. Caminhada e Ato Público Estadual, em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre;
    3. Participação nas atividades organizadas pelas Centrais Sindicais;
    4. Instalação de Painel, no Largo Glênio Peres, com a Calculadora da Aposentadoria. Nos Núcleos, instalação de banca para dialogar com a população;

3. Manutenção de pressão aos(às) deputados(as) na Assembleia Legislativa, vereadores(as) nas Câmaras de Vereadores(as), contra os projetos que atacam direitos dos(as) trabalhadores(as);

4. Elaboração de cartilha contra a Reforma da Previdência, servindo de subsídio para mobilização da categoria e da sociedade em geral;

5. Alteração da data do Congresso Estadual do CPERS/Sindicato para o segundo semestre a ser apresentada, a nova data, no próximo Conselho Geral;

6. Pressão sobre os(as) deputados(as) gaúchos(as) da CCJ – Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos(as) Deputados(as) Federais para rejeitarem a proposta da Reforma da Previdência;

7. Aulas Públicas com o tema: Reforma da Previdência.

 

 

Notícias relacionadas