Caravana do CPERS denuncia abandono do governo com escolas da região de Santana do Livramento e Cerro Largo


“Estamos realizando essa caravana para convidar os colegas a um exercício de reflexão. Precisamos refletir sobre o que nos afeta, o que nos interessa, o que nós queremos. Estamos convidando os educadores para refletir sobre o passado, o presente e o futuro. Uma reflexão sobre discurso e prática”, asseverou o presidente em exercício do CPERS, Alex Saratt, durante a passagem da #CaravanaPelaDemocracia pela região de Santana do Livramento (23º Núcleo).

Nesta quinta-feira (4), além de visitar cidades de abrangência do 23º Núcleo, a Caravana percorreu municípios da região de Cerro Largo (36° Núcleo). 

Dirigentes do Sindicato debateram a luta pela educação pública de qualidade nas escolas, nas ruas e nas urnas. Também constataram de perto o descaso do governo Eduardo Leite/ Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) com os educadores(as) e as instituições de ensino, denunciando à sociedade em rádios locais.

Quadra de escola de Porto Xavier está há quatro anos sem telhado decente

Em setembro deste ano completará quatro anos que a EEEM Coronel Antônio Fioravante, em Porto Xavier (36° Núcleo), aguarda pela reforma no telhado do ginásio de esportes. Após um vendaval que atingiu a região em 2018, o telhado ficou com diversos buracos. Com o tempo, a chuva que entra no local danificou também o piso e comprometeu a rede elétrica. 

“Ano passado fizeram licitação, mas, no total, três empresas desistiram. Está muito perigoso, com risco de curto circuito”, desabafa o diretor da instituição, Valdetar Flores da Veiga. 

Há poucos dias, a 32° Coordenadoria Regional de Educação (CRE) informou que uma empresa venceu a licitação, mas não informou quando será o início das obras.

Enquanto isso, a comunidade escolar se vira como pode, principalmente quando chove, e acaba sendo obrigada a usar outros espaços para não interromper as atividades ou correr o risco de alguém se machucar.

O ginásio só pode ser usado quando o tempo está bom e mesmo assim com cuidado para que ninguém se machuque devido às péssimas condições do piso. “Acabamos usando muito o pátio da escola”, relata o diretor Valdetar. 

Mas os problemas não param por aí. Todo o segundo andar da  escola está com infiltrações no teto.  “Já tivemos que chamar eletricista para trocar as chaves”

Para piorar, outro problema causado pela infiltração é o chão do auditório  que está danificado.

Além disso, devido à falta de funcionário(a), a biblioteca da instituição está fechada.

Para o vice-presidente do CPERS, Edson Garcia, a situação vivenciada pela comunidade escolar é inadmissível.

“Isso é muito ruim e muito difícil quando não se tem um aporte financeiro para poder resolver esses problemas. O ginásio parece uma piscina com a chuva tamanho o descaso do governo. O piso fica todo danificado. É absurdo!”, afirmou Edson.

Confira o vídeo!

Em dia de chuva, escola de Rosário do Sul sofre com as goteiras 

Refeitório alagado, infiltrações e aulas em meio a baldes e esfregões. Essa é a realidade da EEEM Padre Ângelo Bartelle, de Rosário do Sul, quando chove. 

A #CaravanaPelaDemocracia visitou a instituição e constatou dificuldades semelhantes das vivenciadas pela EEEM Coronel Antônio Fioravante, de Porto Xavier. O descaso do governo Eduardo Leite/ Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) é o mesmo.

A diretora da Padre Ângelo Bartelle, Cristiane Roquete, relata que tenta resolver o problema do telhado há anos, mas cada vez encontra mais dificuldades. 

“Essa é a minha segunda gestão e desde a primeira venho pedindo a obra do telhado. Eles vêm, colocam placa anunciando a obra e toda vez eles só fazem um remendo e segue chovendo dentro da escola”, desabafa Cristiane. 

No ano passado, a instituição de ensino foi contemplada com a verba do Agiliza do governo estadual, mas o recurso não pôde ser utilizado para as principais demandas da Ângelo Bartelle: “Além da reforma do telhado, precisamos de um muro urgente, porque  a escola fica vulnerável sem e já foi até invadida, mas a verba do Agiliza nao pode ser utilizada para grandes obras, então seguimos sem, mesmo tendo o dinheiro para fazer”, relata a diretora.   

Atualmente, a escola conta com a ajuda da comunidade e realiza atividades para conseguir resolver questões mais urgentes.  

“Os pais colocaram os ares condicionados nas salas, mas a rede elétrica não comportou e eles tiveram que comprar o gerador”, explica a diretora Cristiane.

Para a tesoureira do CPERS, Rosane Zan, este ano é crucial para que os educadores(as) decidam o futuro da educação elegendo quem defende os direitos da categoria.

“A atual conjuntura política, dominada por governos autoritários e neoliberais, exige resistência. Nossos direitos foram conquistados ao longo de décadas de lutas e enfrentamentos com os mais diversos governos e estão ameaçados. Neste ano, nossa principal missão é derrotar quem quer acabar com os nossos direitos”, afirmou.

A #CaravanaPelaDemocracia segue na estrada, até o dia 9 de setembro, visitando  escolas das regiões dos 42 Núcleos do Sindicato para mobilizar a categoria e fortificar o projeto de futuro que queremos para a educação pública gaúcha e brasileira.

Clique aqui e confira o roteiro das próximas semanas. Organiza teu núcleo, chama os colegas e vamos somar na mobilização em defesa da democracia e da educação.

Confira abaixo as escolas visitadas na #CaravanaPelaDemocracia:

> Santana do Livramento (23º núcleo)

IEE Professor Liberato Salzano Vieira da Cunha
IEE Dr. Carlos Vidal de Oliveira – CIEP
EEEB General Neto
EEEF Rivadavia Correa
EEEF Vitelio Gazapina
IE Professor Liberato Salzano Vieira da Cunha
IEE Dr. Carlos Vidal Oliveira
EEEF Maurício Cardoso
EEEM Professor Chaves
EEEM Plácido de Castro (Rosário do Sul)
EEEM Padre Angelo Bartelle ( Rosário do Sul)
EEEF Dr. Roberto Osório Júnior (Quaraí)
CIEP (Quaraí)
EEEM Dargtanhan Tubino (Quaraí)

> Cerro Largo (36º núcleo)

EEEB Eugênio Frantz
EEEM Carlos Bratz
EEEF Sargento Silvio Delmar Hollenbach
EEEM Coronel Antônio Fioravante (Porto Xavier)
IEE São Francisco Xavier (Porto Xavier)
CE Athayde Pacheco Martins (Ubiretama)
CE Professor Pedro José  Scher (São Pedro do Butiá)
EEEB Prof Francisco Jose Damke (São Paulo das Missões)

 

 

 

      

        

Notícias relacionadas