Brasil tem menos leitos do que países recordistas de mortes por Covid-19


Estudo elaborado pelo Dieese aponta que o número de leitos por habitante no Brasil é inferior à média global e a de países como Itália e Espanha, que até o momento contabilizam o maior número de óbitos por Covid-19 no mundo.

O país tem 2,3 leitos a cada mil habitantes, enquanto a média global é de 3,2. A Itália possui 3,2 leitos para cada mil habitantes e, a Espanha, 3.

A proporção também é inferior à recomendação do Ministério da Saúde, de 3 leitos por mil habitantes, vigente até outubro de 2015, quando a portaria 1101/2002 foi revogada.

O Rio Grande do Sul é um dos seis estados brasileiros que alcançaram a recomendação nacional, chegando a 2,9 leitos para cada mil habitantes.

A análise do Dieese observa que é essencial  identificar regiões mais vulneráveis, otimizar o uso de serviços existentes e dimensionar recursos que serão necessários para fortalecer a capacidade de resposta do sistema de saúde na crise.

“Nos locais mais afetados espera-se um rápido aumento na demanda por serviços de saúde, principalmente por leitos hospitalares em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e suportes ventilatórios/respiradores”, ressalta o documento.

O Dieese também ressalta que as condições sociais, econômicas e sanitárias agravam o quadro nacional.

“A pobreza será um fator dramático para a disseminação em massa da doença (bolsões de miséria nas periferias e favelas) somada à falta de condições sanitárias visto que 48% da população sequer possui saneamento básico”, aponta o estudo.

O país precisa acelerar  a disponibilidade de leitos hospitalares e respiradores sob pena de termos um quadro de mortalidade ainda maior.

É necessário garantir o financiamento em saúde para estados e municípios, asfixiados pelos cortes de gastos desde a EC 55 aprovada em 2016 (também conhecida PEC da Morte) que congela os gastos com saúde, educação e investimentos sociais por 20 anos.

Clique e confira a íntegra do documento aqui.

Acompanhe todas as notas técnicas publicadas pelo DIESSE sobre os efeitos econômicos da pandemia:

07/04/2020
NT nº 234 – Medidas emergenciais adotadas pelo Sistema Financeiro Nacional devido à pandemia do coronavírus – Covid 19

06/04/2020
NT nº 233 – O avanço da Covid-19 e as medidas para a flexibilização do regime estatutário no setor público

03/04/2020
NT nº 232 – O Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda diante dos impactos da Covid-19

01/04/2020
NT nº 231 – O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e a Segurança Alimentar e Nutricional na crise da Covid-19: o PL 786A/2020 e propostas do Congresso Nacional

31/03/2020
Boletim de Conjuntura nº 021 – A pandemia de coronavírus e a urgente necessidade de mudanças estruturais

30/03/2020
O projeto de renda básica de emergência para enfrentar o coronavírus aprovado na Câmara dos Deputados

27/03/2020
DIEESE: Impactos da Covid-19 nas políticas de trabalho na produção de óleo e gás

26/03/2020
DIEESE: Propostas de medidas a serem adotadas pelo Sistema Financeiro Nacional

23/03/2020
NT Nº 226 – Medida Provisória 927: crise do coronavírus cai na conta do trabalhador

23/03/2020
NT Nº 225 – Medidas emergenciais adotadas pelo Sistema Financeiro Nacional devido à pandemia do coronavírus – Covid 19

23/03/2020
NT nº 224 – Medidas adotadas por vários países para conter os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus

19/03/2020
NT nº 223A – A pandemia do coronavírus e a anemia da economia brasileira

18/03/2020
NT nº 223 – A pandemia do coronavírus e a anemia da economia brasileira

17/03/2020
Medidas de proteção à vida, à saúde, ao emprego e à renda dos trabalhadores e trabalhadoras

Leia mais:

➡️ Saiba como receber notícias do CPERS por whatsapp

Imagem de destaque: Flavio Lo Scalzo / Reuters

 

 

Notícias relacionadas