40° Núcleo denuncia fechamento de escola e turno na Câmara de Vereadores de Palmeira das Missões


Na manhã desta quinta-feira (7), representantes do 40° Núcleo do CPERS reuniram-se com a Comissão de Educação e diversos vereadores da Câmara de Palmeira das Missões para denunciar o fechamento de escolas e turnos na região.

Participaram do encontro as direções da Escola Dr. Paulo Westphalen, que está sendo ameaçada de fechamento total, e da Escola Carimela Pugliese Bastos, que teve o noturno da EJA encerrado.

Ambas foram impedidas de realizar matrículas para o ano letivo de 2021.

Na ocasião, a comunidade escolar da Carimela Bastos entregou um abaixo-assinado destacando que oferta a EJA há mais de 15 anos para um significativo número de alunos de diferentes faixas etárias e de diversos bairros da cidade, e que encerrar essas turmas é apostar na exclusão social desses estudantes, pois não terão a chance de prosseguir ou concluir seus estudos.

Após a reunião na Câmara, a direção do núcleo e os representantes das escolas dirigiram-se à 20ª CRE para entregar um documento denunciando a situação. Também foi decidido que a denúncia será feita nas demais instâncias Estaduais.

Desde o primeiro ano da gestão de Eduardo Leite (PSDB), o CPERS vem denunciando o aprofundamento da política de enxugamento da rede iniciada por Sartori.

Negar o direito à escolarização vai contra o que diz as bases legais referentes à Educação de Jovens e Adultos e trata-se de mais um passo rumo à privatização da escola pública, reduzindo a oferta gratuita e abrindo espaço para o ensino privado.

Notícias relacionadas