SIMCA denuncia repressão covarde da Brigada à greve dos municipários


simca-1

Durante a manifestação na Câmara dos Vereadores nesta quinta (310), vigésimo quinto dia da greve dos municipários, de forma covarde houve a repressão brutal por parte da Brigada Militar ao protesto dos municipários. A sessão da Câmara votou o projeto que diminui o valor pago no vale alimentação, conforme escalonamento. Membros da categoria foram agredidos enquanto estavam sentados durante a vigília em apoio à greve de fome. Três colegas da categoria foram injustamente detidos e um está sofrendo ameaça de ser encaminhado ao presídio central. Dezenas de pessoas ficaram feridas pela Brigada Militar.
Desde à noite de ontem, o comando de greve já estava mobilizado para garantir o acesso ao legislativo. O presidente da Câmara ingressou com uma reintegração de posse, porém não houve deferimento do pedido até o final da manhã. O SIMCA moveu um mandado de segurança para garantir a liberação do acesso ao plenário, decisão essa que acabou sendo DEFERIDA pela justiça no final da manhã, comprovando que a atitude arbitrária e repressiva ocorrida na Câmara sequer teve respaldo legal.
O Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha repudia veementemente a repressão ordenada sem nenhuma legitimidade contra os municipários e membros da comunidade.

ABAIXO À REPRESSÃO DO GOVERNO MIKI BREIER!
TODA A SOLIDARIEDADE AOS PRESOS E FERIDOS!
SEGUIREMOS FIRMES NA GREVE ATÉ A VITÓRIA!

PROGRAMAÇÃO DE GREVE DESTA SEXTA, DIA 31/03:

8h Concentração em frente à prefeitura
10h Ato público – Memória, Verdade e Justiça em repúdio à repressão
12h Almoço coletivo
14h Plenária de Mobilização

 

simca-2

Notícias relacionadas