PEC da morte é promulgada pelo Congresso Nacional e vira lei


Alheios aos clamores populares e as manifestações que tomaram conta das ruas em todo o país, os senadores promulgaram, na manhã de hoje (15), em sessão solene do Congresso Nacional, a PEC 55, que ficou conhecida como a PEC da morte por congelar, POR 20 ANOS, os investimentos nas áreas da educação e da saúde.
Dessa forma, do governo golpista de Michel Temer (PMDB) acaba com ao acesso universal as áreas que são essenciais à população.  As medidas afetarão a vida da população mais pobre e manterão os privilégios dos mais ricos. O texto foi promulgado como Emenda Constitucional 95 e agora é lei.
Pela medida, os gastos públicos totais serão reajustados com base na inflação oficial do ano anterior.
Para se ter uma ideia das consequências desta PEC, um estudo do Dieese apontou que se a Proposta estivesse em vigor no período de 2002 a 2015, a educação teria sofrido uma redução de 377 bilhões, ou seja teria 47% a menos de investimentos.
“Assim como o golpe dado no Congresso para a aprovação da PEC, aqui no Rio Grande do Sul o governador Sartori está tentando fazer o mesmo para aprovar o seu pacote de maldades. Estamos na Praça da Matriz e não recuaremos até que este pacote seja derrubado”, afirma a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

 

 

Notícias relacionadas