Participe: Pesquisa investiga violências enfrentadas por trabalhadores da educação


Um estudo conduzido pelo Observatório Nacional da Violência contra Educadoras(es), (ONVE) está investigando os diferentes tipos de violências cometidas contra os trabalhadores da educação no Brasil, prejudicando a liberdade de aprender e de ensinar nas escolas.

A pesquisa “Violência contra educadores como ameaça à educação democrática: um estudo sobre a perseguição de educadores no Brasil” busca coletar dados em nível nacional, abrangendo todas as regiões do país e todos os níveis de educação.

A participação no estudo é voluntária. Para contribuir com as informações, basta acessar o questionário online, disponível no site do ONVE.

O estudo também busca contribuir com a formulação de políticas públicas e estratégias de apoio concretas para os trabalhadores da educação.

Os resultados serão armazenados em um banco de dados seguro e confiável. A partir deles, será elaborado o diagnóstico sobre a violência contra educadores(as) que ocorrem no país, além da elaboração de protocolos de acolhimento para trabalhadores que enfrentam situações de violência no seu trabalho.

“Existe um movimento que não é novo, mas se acentuou severamente nesses últimos anos, sobretudo, durante o governo Bolsonaro, de descredenciar a instituição escola e, em consequência disso, os seus professores e professoras. Esse movimento tem colocado em dúvida aspectos do trabalho desses profissionais, como condução pedagógica, a sua ética profissional”, relata a secretária de Finanças da CNTE, Rosilene Corrêa.

“Isso, por si só, já é um tipo de violência e faz com que a imagem do professor fique fragilizada perante a sociedade, sobretudo, para seus estudantes. Tornam-se um alvo muito vulnerável. Nós precisamos proteger os professores e professoras”, ela ressalta.

Segundo avalia a dirigente, o fenômeno faz parte do projeto de desmonte da educação, e da implementação de uma educação conservadora e fundamentalista. “Esse movimento não está descolado da intenção de privatização e mercantilização da educação, enquanto se desgasta a imagem que nós temos construído ao longo da existência. A intenção é apresentar algo que substitua o modelo que nós temos da educação pública”, finaliza.

> ACESSE E PARTICIPE DA PESQUISA

ONVE

O ONVE é um projeto de extensão é sediado na Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF), criado em parceria com a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação (MEC).

O projeto fomenta a promoção da educação democrática e o enfrentamento às diferentes formas de violências que afetam o trabalho dos educadores(as) brasileiros(as).  Nele, reúnem-se pesquisadores(as) de diferentes instituições de ensino e pesquisa, além de estudantes de graduação e pós-graduação.

Em parceria com o Ministério da Educação, o ONVE tem caráter interinstitucional e realiza a pesquisa nacional em parceria com o Núcleo de Estudos em Educação Democrática (NEED/UFF), e com apoio de associações científicas, movimentos sociais, entidades de representação sindical, e instituições de ensino e pesquisa do ensino superior e da educação básica.

Fonte: CNTE

Notícias relacionadas