A educação vai parar: educadores(as), nesta sexta é dia de Greve Geral


Conforme aprovado em Assembleia Geral, o CPERS convoca todos(as) os(as) educadores(as) para paralisarem as atividades nesta sexta-feira(14) e somarem-se às manifestações da Greve Geral em suas regiões. A Reforma da Previdência, proposta pelo governo Bolsonaro, prejudica todos(as) os(as) trabalhadores(as), mas de forma mais brutal os(as) professores(as).

Por isso, amanhã é dia de cruzar os braços e fortalecer as manifestações que ocorrerão em todo o país contra a Reforma da Previdência, os cortes dos recursos para a educação e o desemprego.

O Sindicato orienta os(as) professores(as) e funcionários(as) de escola a procurarem seus Núcleos e participarem das atividades da Greve Geral em suas regiões. Em Porto Alegre, haverá concentração no Instituto de Educação, às 15h30. Do local, a manifestação passará pela Faculdade de Educação UFRGS (Faced) e seguirá para o ato unitário às 18h, na Esquina Democrática.

Confira abaixo os principais motivos para cruzarmos os braços amanhã e fortalecer a Greve Geral:

Para baixar o panfleto sobre a Greve Geral, faça o download aqui

Notícias relacionadas