Orquestra Villa-Lobos convida educadores e estudantes para o espetáculo Afrika


A Orquestra Villa-Lobos convida educadores(as) e estudantes para assistirem ao espetáculo Afrika, no dia 04 de dezembro, às 15h, no Auditório Araújo Vianna, com entrada franca. A sessão exclusiva é destinada para escolas de Porto Alegre e região metropolitana (alunos a partir do 4º ano do Ensino Médio e EJA). Para o público em geral terá uma sessão às 20h.

Neste ano, o show Afrika coloca no palco a energia, a alegria e a ancestralidade da cultura africana, contando com mais de 150 participantes, incluindo artistas convidados.

O espetáculo é uma produção da E.M.E.F. Heitor Villa-Lobos em parceria com o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis. As escolas interessadas em assistir a sessão, devem enviar a ficha de inscrição para [email protected].

Em 2018 o espetáculo Paz & Amor, também da orquestra, recebeu o Prêmio Açorianos de Música de melhor espetáculo.

Conheça a Orquestra Villa-Lobos

A Orquestra Villa-Lobos é um programa de educação musical da Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos, localizada na Vila Mapa, na capital, em parceria com o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis.

Desenvolvido desde 1992, tem por objetivo proporcionar à crianças e jovens da Lomba do Pinheiro, periferia da cidade, o acesso ao conhecimento musical e a vivências artísticas e socializadoras, promovendo a autoestima, estabelecendo interação com os elementos da cultura local e ampliando as possibilidades de participação na sociedade. Garante mais de 300 atendimentos gratuitos por semana em quatro locais da comunidade, na escola (sede do programa) e em três casas de atendimento socioeducativo da entidade parceira, nas seguintes oficinas: canto coral, cavaquinho, contrabaixo elétrico, flauta doce, gaita ponto, grupo de choro, percussão, piano, prática de orquestra, sapateado americano, teatro, teoria e percepção, viola, violão, violino e violoncelo.

A Orquestra Villa-Lobos recebeu dezesseis prêmios na área da música, cultura, educação e direitos humanos a nível local, regional e nacional. Seu grupo artístico principal já ultrapassou a marca de mil e duzentos concertos no Brasil (RS, SC, RJ, DF, BA, PB) e Mercosul (Argentina e Uruguai) para público superior a 350 mil pessoas e tem registros em CDs, livro e DVD.

A regente e coordenadora é a professora Cecília Rheingantz Silveira, idealizadora do projeto, que entre outros prêmios, recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e o Troféu Guri do Grupo RBS por sua atuação frente à Orquestra.

Notícias relacionadas