Nota Pública


O CPERS/Sindicato na sua trajetória histórica sempre esteve ao lado da defesa intransigente da democracia.
Diante do quadro excepcional do dia de hoje (06 de abril de 2018), conclamamos a categoria para construir e participar dos atos de solidariedade e de resistência diante do arbitrário pedido de prisão do ex-presidente Lula.
O julgamento em tempo recorde e a decisão atropelada do juiz Sérgio Moro evidencia que estamos diante de mais uma etapa do golpe parlamentar, jurídico e midiático de 2016, que retirou a presidenta democraticamente eleita, Dilma Rousseff, e colocou em seu lugar um notório corrupto para defender o projeto derrotado do grande capital e atacar os direitos da classe trabalhadora, entregar o patrimônio para as multinacionais e acabar com a educação pública do país.
Temos uma tarefa histórica, enquanto educadores e educadoras, de nos somarmos na denúncia e resistência que vem unindo as centrais sindicais, a nossa Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, movimentos sociais populares, partidos políticos, artistas, intelectuais e indivíduos conscientes do momento de forte ataque à democracia que atravessa o país.

 

Direção Central CPERS/Sindicato

Notícias relacionadas