Faltam mais de 200 educadores(as) em 71 escolas da Zona Norte de Porto Alegre


Levantamento realizado pelo 38º Núcleo do CPERS, que compreende apenas escolas da Zona Norte, revela que 71 estabelecimentos da rede estadual carecem de professores(as) e funcionários(as) de escola. Ao todo, faltam 206 educadores(as) de diversas disciplinas e funções.

Na EEEM Mariz e Barros, no bairro Mário Quintana, por exemplo, faltam seis professores(as) (português, física, sociologia, filosofia, português, orientação e supervisão escolar) e dois funcionários(as) de escola (merendeira e servente)

O número expressivo indica que o governo esconde da sociedade o tamanho do problema. Em audiência pública no último dia 15, o diretor de Recursos Humanos da Seduc, José Adilson Antunes, afirmou que havia 181 solicitações de escolas em análise pela Secretaria.

O CPERS orientou os 42 núcleos a organizarem os dados em suas cidades, uma vez que a Seduc se nega a divulgar os números reais da carência.

Confira o levantamento completo aqui.

Notícias relacionadas