Entidades pedem apoio à Famurs para melhorar regras da prorrogação de consignados


Após avaliarem como inadequada a proposta de prorrogação dos empréstimos consignados apresentada pelo Banrisul, as entidades que integram a Frente de Servidores Públicos (FSP/RS) enviaram, nesta sexta-feira (24), ofício à Famurs solicitando apoio da entidade para pressionar o banco por melhores condições.

Confira a íntegra do ofício aqui

A Famurs é a federação que representa prefeitos e agentes públicos dos Executivos dos 497 municípios gaúchos. Além do CPERS, outras 19 entidades representativas do funcionalismo estadual e federal assinam o documento.

O regramento estabelecido pela instituição financeira impõe restrições a servidores(as) com parcelas em atraso ou sem margem para empréstimo, que precisam se dirigir pessoalmente às agências em meio à pandemia.

Ao invés de suspender o pagamento, o banco exige a contratação de um novo empréstimo, aprofundando o endividamento. Os servidores(as) pleiteavam o adiamento das parcelas para o final do contrato, sem ônus e sem distinções, para aliviar a pressão financeira durante a pandemia.

O pagamento das parcelas prorrogadas já a partir de agosto levará ao acúmulo de prestações.

No ofício, os representantes defendem que a alteração das regras é essencial para reaquecer a economia dos municípios, vez que os servidores são responsáveis por parcela significativa do consumo nos centros urbanos.

“Suspender o pagamento dos empréstimos consignados possibilitará que o dinheiro seja direcionado diretamente para os comércios e serviços locais, aumentando a arrecadação de impostos e estimulando de forma decisiva a economia dos municípios”, afirma o documento.

Notícias relacionadas