Encontro Regional dos Funcionários da Educação reforça a luta por direitos e valorização


Nesta quinta-feira (17), funcionários(as) de escola, da ativa e aposentados(as), dos núcleos de Estrela (8º), Santa Cruz do Sul (18º) e Soledade (28º) reuniram-se na Comunidade Católica Santa Tereza, em Vera Cruz, para o penúltimo Encontro Regional dos Funcionários(as) da Educação do CPERS.

Mobilizações, lutas, informações jurídicas e do IPE Saúde, conjuntura política e o futuro da educação pública e dos educadores(as) foram alguns dos temas abordados durante o evento.

As diretoras de núcleos Cira Kaufmann (Santa Cruz do Sul – 28°), Eloede Maria Conzatti (Estrela – 8°) e Magale Eicheler da Rocha (Soledade – 18°) realizaram a abertura da atividade, dando as boas-vindas aos presentes.

A força dos(as) funcionários(as) da educação

Helenir Aguiar Schürer, presidente do CPERS, destacou a força dos funcionários(as) para as escolas e para a luta da categoria. “Vocês não são só importantes, vocês são fundamentais. Uma força muito grande para as nossas lutas e as nossas conquistas”, concluiu.

A educadora também ressaltou a importância da valorização e do concurso público para os funcionários(as) das escolas estaduais.

“A nossa luta é grande para que o governo faça concurso público para os agentes educacionais. Precisamos fazer concurso público, porquê isso nos fortalece. O contratado vive com uma espada em cima da sua cabeça. Tem que ir à Porto Alegre, fica com medo das consequências, das represálias. E isso muda quando é concursado.”

Helenir ainda falou sobre o pagamento dos dias da greve de 2019, que foi realizado na última sexta-feira (11), a qual os professores(as) e funcionários(as) já haviam recuperado e não foram pagos pelo governo de Eduardo Leite (PSDB).

“Nós mostramos para o governador que ele não pode dizer que não vai pagar. Estamos há quase três anos nesta batalha do pagamento dos dias de greve e fizemos o nosso papel de sindicato, o de recuperar esse dinheiro para a categoria”, concluiu.

Juçara Borges, diretora do Departamento de Funcionários(as) da Educação do CPERS, frisou a importância de cada um, ressaltando a força dos funcionários(as)  nas escolas e na luta.

“Somos todos educadores, nós realizamos nosso trabalho, não na sala de aula, mas dentro da escola. Somos todos uma família só. Somos um elo dentro de uma escola. Somos uma corrente e onde faltar um elo, essa corrente se quebra. Juntos somos mais fortes.”

Educação para esperançar

A diretora do Departamento de Funcionários(as) da Educação do CPERS, Sônia Solange Viana, fez uma breve análise das eleições e destacou que a esperança de dias melhores renasceu outra vez com a candidatura do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Aqui no Rio Grande do Sul quase elegemos um fascista. Mas no âmbito nacional a esperança nos aguarda. A partir de janeiro, esperamos ter um outro país. Um país voltado para educação, voltado para humanidade, para os livros e não para as armas. Eu estou com muita esperança”, afirmou Sonia.

O diretor do CPERS, Leonardo Echevarria também destacou o sentimento de que a vida dos educadores(as) e dos trabalhadores(as) vai melhorar.

“Nós estamos lutando dia a dia para que possa melhorar o nosso trabalho. Não é fácil, mas há uma esperança. E com o nosso presidente eleito, as coisas vão melhorar”, frisa Leonardo.

O sucateamento do IPE Saúde

A diretora do Departamento de Saúde do Trabalhador(a) e representante do CPERS no Conselho de Administração do IPE Saúde, Vera Lessês, falou sobre a crise financeira pelo qual passa o Instituto e frisou a necessidade da luta contínua pelo plano de saúde.

“Temos que continuar a luta por um IPE Saúde público, solidário e com qualidade social para todos e todas”, declarou.

Informações jurídicas

Rodrigo Sebben, advogado do escritório Buchabqui e Pinheiro Machado (assessoria jurídica do CPERS), deu ênfase para alguns assuntos como: o confisco do salário dos aposentados(as) com a Reforma da Previdência estadual, o falso reajuste de 32% aos educadores(as), o vergonhoso “aumento” de 6% a servidores(as), além das ações judiciais na defesa dos direitos da categoria como a insalubridade, a ação revisional de juros, a revisão do abono família, a atualização da licença prêmio e o pagamento dos dias de greve.

Palestra e Momento Cultural

Durante o evento, uma equipe de professoras aposentadas ficou responsável pela alimentação dos convidados(as). As educadoras fizeram o coffee break e o almoço, os quais foram servidos no local e aprovados pelos presentes.

O professor, mestre em ciências sociais da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Caco Batista, palestrou sobre o tema, “Novo governo no Brasil e no Rio Grande do Sul: projetando lutas e conquistas”.

As apresentações musicais ficaram por conta da Gabriela Santos e Baco Lopes, de Santa Cruz do Sul, que cantaram músicas em homenagem ao dia 20 de Novembro – Dia da Consciência Negra.

Os Seresteiros de Rio Pardo fizeram o encerramento do Encontro, tocando samba para animar os educadores e educadoras.

Na próxima quinta-feira (24), o último Encontro Regional dos Funcionários(as) da Educação será realizado no 9º Núcleo do CPERS (Santo Ângelo) e também contará com a participação dos educadores(as) do 11º Núcleo (Cruz Alta).

 

Notícias relacionadas