Em Montenegro e Passo Fundo, criatividade e dedicação marcam etapas regionais da 5ª Mostra Pedagógica do CPERS


Contrapondo as adversidades diárias enfrentadas pelas escolas públicas gaúchas, a 5ª Mostra Pedagógica do CPERS, cujo tema deste ano é “Escola Livre, Educação Presente”, tem oportunizado maior visibilidade à qualidade dos trabalhos desenvolvidos no chão da escola.

Nesta quinta-feira (31) foi a vez das escolas das regiões do 5º Núcleo (Montenegro) e do 7º Núcleo (Passo Fundo) apresentarem seus projetos, na etapa regional. Em Montenegro foram inscritos 57 trabalhos. Já em Passo Fundo, foram apresentados três projetos.

O 1º vice-presidente do CPERS, Alex Saratt, que participou da atividade em Montenegro, ressaltou a importância da Mostra. “Se temos uma educação pública de qualidade, podem ter certeza que há também a marca do Sindicato. Ao longo dos 78 anos da nossa entidade, construímos condições para que a formação intelectual dos nossos estudantes possa contribuir para uma população consciente e cidadã. Através da Mostra, é possível exibir e comprovar o quanto a escola pública gaúcha tem a contribuir para o senso crítico da nossa sociedade”, observou.

“Para nós, cada edição da Mostra, que ocorre desde 2015, é muito importante. Parabenizo a todos que aqui estão, pois apresentar projetos é uma experiência significativa para a vida. O movimento educacional se faz assim, com a participação de cada um e de cada uma nos grupos”, observou o 2º vice-presidente do CPERS, Edson Garcia, que também prestigiou a Mostra do 5° Núcleo.

Em Passo Fundo (7º Núcleo), a tesoureira do CPERS, Rosane Zan, ressaltou a importância de trazer à tona os trabalhos pedagógicos produzidos em todos os cantos do Rio Grande do Sul.

“É fundamental depositar fé na jornada que trilhamos dentro das instituições educacionais, evidenciando o comprometimento dos educadores e dos alunos que compõem a esfera da educação pública. Capacitamos nossos estudantes a forjar pensamentos, nutrir a criatividade e conceber projetos belos e significativos no chão da escola pública. É o que constatamos nas mostras regionais em todo o estado”, enfatizou Rosane. 

Orgulho: em Montenegro, educadores e estudantes expõem dedicação aos projetos

Em Montenegro, os trabalhos foram expostos no Clube do Comércio. No local, educadores(as) e alunos(as) explicaram ao público o processo de desenvolvimento e o objetivo dos projetos.

Orgulhosa em frente ao estande que apresentava o projeto “Bio óleo a partir da próclise da bergamota no motor de combustível interno”, Aléxia Valentina Mendel, aluna do curso técnico em Química, da ETE São João Batista, destacou a importância da experiência. “No início do ano começamos a desenvolver o projeto. Tivemos a liberdade de escolher o assunto que iríamos trabalhar. E estar aqui é muito legal, pois é uma oportunidade de mostrar o que aprendemos e desenvolvemos, mostrar que somos capazes”, afirmou.

Os benefícios do Kefir foi o que os estudantes do 8º ano da EEEM São José do Marata apresentaram no projeto “Bichinho do Iogurte”. A professora Sandra Kranz da Motta, que coordenou o trabalho, relatou que os alunos iniciaram o desenvolvimento da pesquisa, que contou com consulta em site e entrevistas. “A mãe de uma das estudantes já fazia o kefir em casa e isso despertou o interesse de saberem quais eram os benefícios. A partir daí, iniciamos as pesquisas”, relatou.

“Minha mãe já fazia o kefir em casa há bastante tempo, mas eu não tinha ideia da quantidade de benefícios para a saúde que ele proporciona. Para saber os benefícios, além das pesquisas, nós entrevistamos uma nutricionista e um agrônomo”, explicou a estudante Camila Kranz Ernzen.

A diretora do 5º Núcleo, Elisabete de Vargas Pereira, acompanhou e conduziu as atividades desenvolvidas no decorrer do dia. A iniciativa contou também com momento cultural, através da apresentação do Grupo Vocal Casa da Voz.

Houve ainda uma Roda de Conversa sobre “O Uso (Des)medido da internet e redes sociais digitais”, exposto pelo oficial aposentado da Brigada Militar, José de Jesus Cirne da Silva, que integra o Comitê Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. “A nível mundial, a neurociência, a psiquiatria e a psicologia, entre outras, alertam sobre os impactos à saúde física e mental do uso excessivo da internet. A baixa tolerância a frustrações, principalmente em adolescentes, é um dos impactos. Hoje, inclusive, já se tem dependência tecnológica que equivale à dependência química”, expôs.

Após avaliação, a Comissão Julgadora selecionou os seguintes projetos para a etapa estadual da 5ª Mostra Pedagógica, que será realizada em dezembro, em Porto Alegre.

>> Projetos selecionados para a etapa estadual da 5ª Mostra Pedagógica:

> Categoria Ensino Fundamental – Séries Iniciais: 
Projeto “O mundo precisa da tua ação!” (CE Engenheiro Paulo Chaves)

> Categoria Ensino Fundamental – Séries Finais: 
Projeto “Ansiedade e depressão na Adolescência” (EEEM São José do Marata)

> Categoria Ensino Médio: 
Projeto “Branquitute no Brasil: a atuação de pessoas brancas na luta antirracista no século XXI” (CE Engenheiro Paulo Chaves)

> Categoria Ensino Técnico:
Projeto “Ciência sociais e químicas na tatuagem” (ETE São João Batista)

> Categoria EJA:
Projeto “Energia Eólica” (EEEM Delfina Dias Ferraz)

Mostra em Passo Fundo destaca a qualidade da escola pública

Orgulhosos, estudantes expuseram, orientados por seus professores(as), projetos desenvolvidos no chão da escola. Em meio à partilha de conhecimento, a educação pública gaúcha revelou mais uma vez a sua inegável qualidade e potência.

A professora da EEEB Professor Alfredo Gavioli, de Ronda Alta, Letícia Grosseli, apresentou o projeto “Robocata: Aliando Tecnologia com sustentabilidade”. Na ocasião, ela explicitou o trabalho desenvolvido junto a seus alunos(as) em sua instituição de ensino. “Com o nosso projeto, trouxemos uma nova visão de como trabalhar a tecnologia dentro da sala de aula”, frisou.

Com o projeto “Pinhão”, elaborado sob orientação do professor Ederson de Barros, o aluno Francisco Teixeira Silva, da EEEM Cecy Leite Costa, de Passo Fundo, destacou a experiência em integrar a Mostra.

“O nosso projeto visa ressaltar a importância das araucárias tanto culturalmente quanto para o meio ambiente, principalmente para a população gaúcha. Está sendo uma experiência incrível fazer parte da Mostra e recomendamos que cada um desenvolva o seu trabalho em sua escola”, explanou.

Já o professor Juliano Muller, da EEEM Professora Eulina Braga, de Passo Fundo, que apresentou o projeto “Exposição artística produzida com Inteligência Artificial”, sintetizou o sentimento em participar da atividade.

“Estou muito feliz de participar e poder compartilhar o que tenho feito com os alunos, mesmo com as dificuldades que temos tido de colocar em prática a disciplina Cultura Digital, com o Novo Ensino Médio, na nossa escola. Essa é uma oportunidade de ensinar novos mecanismos de tecnologias a eles para que possam, quem sabe, trabalhar futuramente com isso”, explicou.

A comissão julgadora, formada por Marciano Pereira, professor de Filosofia da EEEM Adelino Pereira Simões, de Passo Fundo, Loreni de Farias da Silva, professora de Geografia, da EEEM Visconde de Araguaia, de Coxilha, e Marli Schaule, professora aposentada de Geografia, da EEEM Adelino Pereira Simões, de Passo Fundo, selecionaram o projeto “Robocata: Aliando Tecnologia com sustentabilidade”, da EEEB Professor Alfredo Gavioli, de Ronda Alta, para a etapa estadual da Mostra, que ocorre em dezembro, em Porto Alegre.

Do 7º Núcleo, também estavam presentes na Mostra Regional o diretor, Orlando Marcelino da Silva Filho, e a tesoureira, Elita Treviso.

>> Projeto selecionado para a etapa estadual da 5ª Mostra Pedagógica:

> Categoria Ensino Médio
Projeto Robocata: Aliando Tecnologia com sustentabilidade (EEEB Professor Alfredo Gavioli – Ronda Alta)

Etapas Regional e Estadual

Os 42 núcleos do CPERS realizarão mostras regionais até novembro e os educadores(as) devem se inscrever com até cinco dias de antecedência ao evento na sua região. Os projetos e trabalhos mais significativos terão lugar na etapa estadual da Mostra. As experiências selecionadas também serão compiladas em uma publicação especial.

 

️ INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

1) Somente sócios(as) do CPERS terão suas inscrições validadas para a Mostra Pedagógica;
2) Os anexos (como documentos, trabalhos por escrito ou em PowerPoint, fotos e vídeos) devem ser enviados para o e-mail [email protected];
3) As inscrições podem ser realizadas com até 5 (CINCO) dias de antecedência à Mostra Regional do seu núcleo. Clique aqui para conferir o cronograma das etapas regionais da Mostra;
4) Clique aqui para acessar o regulamento completo da Mostra Pedagógica;
5) Se tiver dificuldades no preenchimento do formulário ou outras dúvidas, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (51) 3254.6000.

Notícias relacionadas