CPERS ingressa com ação judicial para garantir empréstimo do 13º sem distinções


A assessoria jurídica do CPERS, por meio do escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, interpôs, na manhã desta terça-feira (15), ação judicial com pedido liminar para garantir o empréstimo do 13º salário a todo servidor representado pelo Sindicato, independente de pendências individuais com o Banrisul.

A expectativa é obter uma liminar o quanto antes assegurando a operação de crédito junto ao banco sem exceções.

Como ocorre todo ano, diversos relatos dão conta de empecilhos à operação, em especial nos casos de restrição de crédito, inadimplência e ações ajuizadas em face ao banco.

Trata-se de uma vergonha: o banco estatal nega empréstimo ao próprio Estado, avalista das operações.

Cabe lembrar que parte significativa dos problemas de crédito da categoria deve-se à política de arrocho e descaso do governo.

O congelamento de salários por seis anos e os cortes de direitos e vantagens levam os educadores(as) a contraírem sucessivos endividamentos, já que muitos são obrigados a “comprar” a própria remuneração com juros no início de cada mês, esgotando suas opções de crédito junto ao banco.

Enquanto o governo Leite (PSDB) empurra a categoria para o vermelho, o Banrisul registra sucessivos recordes de lucro, obviamente, às custas dos trabalhadores(as).

Notícias relacionadas