Cesta básica registra alta de quase 6% em Porto Alegre durante a pandemia


Enquanto o desemprego cresce e a renda média do trabalhador(a) desaba, o custo de vida é alavancado pelo preço dos alimentos em meio à pandemia.

Em Porto Alegre, a cesta básica registrou alta de 5,85% no mês de abril, conforme levantamento produzido pelo Dieese em 14 capitais.

O dado preocupa. Educadores(as) que já amargavam uma grave situação financeira tiveram seus proventos reduzidos abruptamente no auge da pandemia.

Mudanças em adicionais da carreira e a implementação das alíquotas previdenciárias para aposentados(as) representaram cortes significativos, enquanto Eduardo Leite insiste em continuar descontando os dias de greve, mesmo após a recuperação das aulas.

Nesta terça (12),  a direção do CPERS tem uma audiência marcada com o secretário da educação Faisal Karam, para debater os temas que afligem a categoria neste período crítico.

O Sindicato também mantém uma campanha de arrecadação para auxiliar os trabalhadores(as) da educação mais afetados pelos cortes.

 

Notícias relacionadas