A greve se agiganta: confira as manifestações de apoio aos educadores gaúchos


O segundo dia de paralisação da educação gaúcha teve ao menos 1.176 escolas afetadas. Por todo o estado, foram registradas manifestações de apoio à greve dos educadores e em defesa da educação.

Com cartazes, aulas abertas e muita conversa, alunos, professores, funcionários e pais demonstraram que a luta vai ser forte.

Eduardo Leite passará. A escola pública fica. Maior e cada vez mais forte!

Confira as imagens e vídeos desse TSUNAMI de solidariedade e se emocione conosco:

Palmeira das Missões

Caçapava do Sul

CIEP, Dom Pedrito

EEEM Reynaldo Affonso Augustin, Teutônia

Escola Frei Plácido, de Bagé

Escola São Gabriel, de Ametista do Sul

Escola Senador Pasqualini, de Dom Pedrito

Escola Tubino, de Porto Alegre

Na EEEM Uruguaiana, de Uruguaiana, os alunos do turno da manhã decidiram fazer “greve” eles mesmos e motivaram professores a aderir à paralisação. Valeu, gurizada!

Abraço a escola Frei Plácido, de Bagé

Homenagem dos alunos da escola Professor Pedro Beno Bohn, de Venâncio Aires

Alunos das escolas Carlos Kluwe e Justino Quintana, no caminho para encontrar a mobilização da Frei Plácido, em Bagé

Notícias relacionadas