7 de setembro: unidos pela educação e pela soberania do Brasil


Na abertura do segundo dia de atividades do X Congresso Estadual do CPERS, que ocorre em Bento Gonçalves, os mais de 1.800 educadores(as) que participam do evento viveram um momento emocionante.

Juntos e entoando o hino da categoria, estenderam uma enorme bandeira, com mais de 20 metros, que estampava a imagem do patrono do Congresso, Paulo Freire. Ao lado do rosto do educador foram expostas duas faixas, uma verde, representando a soberania, e outra preta simbolizando o luto e a luta.

A mística realizada teve o objetivo de frisar que Paulo Freire continua sendo o educador que norteia e orienta as ações da categoria, marcar a defesa da soberania, simbolizar o momento de luto que o país vive pela Amazônia e destacar a necessidade da luta constante pela garantia dos direitos históricos de professores(as) e funcionários(as) de escola.

“Lutamos por Paulo Freire e pela democracia. Precisamos, cada vez mais, fazer mobilizações e tomar às ruas, pois está é a única forma de fazermos recuar aqueles que nos atacam. Aqui no Rio Grande do Sul, Eduardo Leite descumpre a Constituição, ataca os nossos direitos, demite pessoas doentes e parcela nossos salários há 45 meses. Seguimos firmes em nossa justa luta!”, destacou a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

O X Congresso do CPERS segue até este domingo debatendo a conjuntura atual, a luta sindical e os rumos da resistência para os próximos anos.

Notícias relacionadas