No dia 13 de agosto, a aula é na rua!

O funcionalismo gaúcho soma forças à paralisação nacional contra a Reforma da Previdência e os ataques à educação. Vamos ocupar a Praça da Matriz com aulas públicas, atrações artísticas e manifestações contra os desmandos dos governos Eduardo Leite e Bolsonaro.

O ato terá início às 14h, e a programação deve contar com uma aula pública sobre democracia e mercantilização da educação e da saúde, bem como atrações artísticas. Às 16h, as centrais sindicais se somam ao ato e, às 17h30, os manifestantes saem em caminhada, passando pela esquina democrática e chegando à Faculdade de Educação da UFRGS.

No estado, já amargamos 44 meses de salários atrasados e parcelados, e cinco anos de perdas sem qualquer reajuste. Enquanto encena diálogo para as câmeras, Eduardo Leite age para impor uma agenda violenta e privatista. Por trás da máscara, está a radicalização do projeto de Sartori; desmanche da escola pública, ataque brutal ao funcionalismo, precarização dos serviços e redução do Estado a todo custo.

Leite também pretende usar sua maioria parlamentar para atacar a previdência e os planos de carreira de todas as categorias. No país, Bolsonaro elege a educação como inimigo n° 1. A Reforma da Previdência avança e ameaça inviabilizar a aposentadoria de milhões de trabalhadores(as), reduzir benefícios e tirar as regras previdenciárias da Constituição.

Consulte seu núcleo, venha a Porto Alegre e participe. É tempo de coragem!

Notícias relacionadas