Mesmo com chuva Caravana do CPERS é sucesso em São Luiz Gonzaga


17/06/2015 SÃO LUIZ GONZAGA/ RS /BRASIL Caravana Estadual Na Luta Pela Educação Pública      Foto: Caco Argemi/CPERS
Argemi/CPERS

Os educadores de São Luiz Gonzaga e os oito municípios do Núcleo protagonizaram nesta quarta-feira, dia 17, uma das maiores mobilizações desde o inÍcio da Caravana do CPERS – em defesa da educação pública, que teve inicio na semana passada.
Na parte da manhã, a Direção Central do CPERS e representantes dos Núcleos visitaram as escolas  que paralisaram parcialmente as atividades. A conversa com a categoria é um dos pontos principais da Caravana, que tem como objetivo informar, mobilizar e ouvir os educadores.
Às 13h30, cerca de 400 educadores participaram da plenária realizada no Sindicato dos Bancários. O encontro contou com a presença de professores e funcionários de escola de São Luiz Gonzaga e dos municípios que fazem parte do Núcleo: Bossoroca, Caibate, Santo Antônio das Missões, São Nicolau, Dezesseis de Novembro, Pirapo, Rolador e Mato Queimado.
Na ocasião, a categoria teve a oportunidade de compartilhar experiências, esclarecer dúvidas e informar-se sobre lutas e reivindicações do Sindicato.
O diretor do 33º Núcleo, Joner Alencar Marchi Nascimento, destacou a importância da união entre os educadores e o papel da Caravana.“O Sindicato é isso, planária cheia. O Sindicato somos nós unidos. A Caravana quer isso, discutir e ouvir a categoria e depois traçar planos e metas para combater os ataques do governo” afirma.
A diretora do CPERS Rosane Zan, ficou emocionada ao falar dos tempos em que dirigiu o Núcleo. “Fico muito feliz e gratificada por estarmos com a plenária lotada e me lembro dos tempos em que era diretora. Agora, na Direção Central, continuamos sempre na luta pelos nossos direitos”, ressaltou.
O vice presidente, Luiz Veronezi, destacou os repasses do governo para o judiciário como auxilio moradia de 5 mil reais e o auxilio alimentação de R$ 799 retroativos a 4 anos, chegando a 38 mil por juiz e desembargador. “Não entendemos como o governo está em crise financeira e faz esses significativos aumentos ao judiciário. Enquanto isso, para nós, professores, nos deve 52% do nosso Piso e ataca constantemente a categoria” afirmou.
A diretora Íris de Carvalho, ressaltou o conteúdo do anteprojeto IPE. “Sabemos que o governo não está fazendo os repasses corretos para o IPE. Com isso, os médicos não estão atendendo e o nosso plano está sendo sucateado. Temos que ficar atentos, fortes e unificados para continuar lutando” concluiu.
A Caravana do CPERS foi parabenizada pela assistente financeira do Instituto Estadual Rui Barbosa, Eliane Brum.“Parabenizo o CPERS pelas caravanas, pois estão conversando, informando e mobilizando a categoria. Está faltando sensibilização na categoria, mas hoje o grupo conseguiu fazer isso”, afirmou.
Devido à chuva, os educadores seguiram em carreata até a 32ª Coordenadoria Regional da Educação – CRE, onde foram entregues materiais informativos sobre as reivindicações do Magistério.
A Caravana do CPERS – na luta pela educação pública, chega, amanhã, dia 18, ao município de Santiago.

Notícias relacionadas